Seja bem vindo

"Bem aventurados os irrepreensíveis no seu caminho, que andam na Lei do Senhor. Bem aventurados os que guardam suas prescrições e o buscam de todo o coração; não praticam iniquidade e andam nos seus caminhos. Tu ordenaste os teus mandamentos, para que os cumpramos à risca. Tomara sejam firmes os meus passos, para que eu observe os teus preceitos." Salmos 119:1-5



sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Devemos guardar o sábado ou o sétimo dia?


Aqui está a grande diferença do conceito de sábado de Moisés para o sábado de Cristo.
O Senhor Deus no quarto mandamento nos mandou lembrarmo-nos de guardar ou observar o sábado, não fazendo obra, melhor dizendo, não trabalhando, mas em pelo menos um dia da semana devemos estar nos consagrando à Ele, nos reunindo para adorar, pondo nele nosso descanso.
Ora, podemos então ver que tal mandamento também é um bom mandamento para os crentes atuais, pois todos devemos tirar um dia de descanso e aproveitar para nos consagrar ao Senhor nele também, nos reunindo em louvor, adoração e meditação em sua palavra.
Até aqui tudo bem, porém a discrepância está na diferencia do conceito de sétimo dia para descanso.
A palavra “sábado” vem do hebraico “shabat” que significa descanso. Note que isto não significa que devemos observar (falo isto para os crentes em Jesus) o sétimo dia agora na Nova Aliança.
Devemos observar o nosso descanso, que é Cristo Jesus, pois Ele mesmo falou “vinde a mim todos vós que estais cansados e oprimidos que eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e apreidei de mim, que sou manso e humilde de coração e encontrarei descanso para vossa alma” (Mateus 11:28-29).
Note que sétimo dia é uma coisa e o sábado, o descanso em Deus é outra!
A observância do sábado vinculado com o sétimo dia veio ligada com a Lei mosaica, ao que antes disto, o povo de Deus não separava-se no sétimo dia, nem os patriarcas.
Vemos que este mandamento foi dado por Deus à Moisés ao se referir na criação que Deus escolheu o sétimo dia para descansar. Então o sábado deveria coincidir com o dia sete.
Porém com Cristo, nos foi dada a revelação completa do significado deste descanso.
A guarda do sétimo dia foi abolida com a graça de Cristo, ao que a observância do sábado saiu das “sombras da antiga aliança” foi nos deu a real definição dele.
Veja que Jesus disse com relação ao sétimo dia: João 5:16-18 o Senhor Jesus disse que Deus trabalhava no sétimo dia da semana e por isto ele também trabalhava. O texto também ressalta que Jesus quebrava o sábado (não observava o dia sétimo).
Há os que falam que Cristo nesta ocasião não estava quebrando o sábado, pois estava fazendo o bem, curando.
Porém Mateus 12:1-14 vai mais além, pois ali vemos Jesus e seus discípulos quebrando literalmente o ordenado ao colherem alimentos, laborando para seu sustento nas searas.
Sendo que também criticou os fariseus ao dizer que ninguém guardava o sábado da forma que eles queriam, nem eles mesmos.
Ao final, ele diz que é Senhor do sábado, ou seja, pode mudar a forma como se observa e isto ele o fez, pois no sábado não precisamos nos privar de afazeres, desde que viemos a entender a misericórdia de Deus, estarmos dispostos a fazer a obra do Senhor.
Em outra passagem, a bíblia fala que não foi o homem feito por causa do sábado, mas o sábado por causa do homem (Marcos 2:27). Que significa isto?
Que a escolha do dia descanso no dia sétimo foi por causa do homem, para o disciplinar em pelo menos um dia ficar na presença de Deus e também descansar, não estressar. Foi uma conduta de vida baseando-se que o verdadeiro descanso só viria com Jesus. Ele é nosso verdadeiro sábado e não está ligado a nenhum dia da semana.
Em 2 Pedro 3:8 vemos isto mais explicitado, pois como pode 24 horas ser um dia para o Deus que é o Eterno, onde o próprio Pedro diz que um dia para Deus pode ser mil anos?
Assim, a maior diferença entre o sábado de Cristo e o de Moisés é o descanso. No de Cristo ele é nosso descanso, no de Moisés o descanso está vinculado a um dia da semana e isto Cristo desfez na cruz, dando o verdadeiro sentido ao sábado.
Paulo reforça o argumento em que a guardo do dia semanal sétimo não precisa mais em Colossenses 2:16.
Terminando, Hebreus 3:11 diz que Cristo é nosso sábado, o descanso. Onde não é domingo, nem terça, nem sábado sétimo, pois Cristo é nosso descanso em todo o tempo e todo o tempo devemos observá-lo HOJE.
Concluindo, nosso sábado é Jesus Cristo e não o dia sétimo da semana, assim todo aquele que em Cristo está, observa também o quarto mandamento, escolhendo sempre um dia propício para uma consagração e em todos os dias observando seus mandamentos e estilo de vida, pois se Deus salva à todos, todos os dias, então nosso Deus trabalho todos os dias em prol da sua obra e mesmo devemos fazer!
Que o Senhor Deus, o Eterno, vos abençoe e procure entrar no descanso de Deus, que é Cristo Jesus, o nosso shabat!
Artigos relacionados:

Lei e a graça, um anula o outro?
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/11/lei-e-graca-um-anula-o-outro.html
Por que a maioria dos judeus não aceitou e não aceita a Jesus como Messias?
Pessach, a verdadeira páscoa
Adventistas do sétimo dia

Livre arbítrio, foi nos dado?
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/10/livre-arbitrio-foi-ou-nao-nos-dado.html

O pecado imperdoavel:
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/05/o-pecado-imperdoavel.html

Só a fé salva alguem?
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/09/so-fe-e-suficiente-para-salvacao-do-ser.html


Não deixem de ir até o final do blog para ver artigos que são os mais acessados. 

58 comentários:

  1. Minha religião é Jesus, pois ele me religou à Deus , creio na bíblia, de Genesis a Apocalipse.

    No entanto, se queres saber se frequento alguma denominação, esta seria a batista (renovada), onde tenho comunhão com os irmãos.

    ResponderExcluir
  2. É MUITA FALTA DE SABEDORIA MESMO HEIN!
    OLHA O QUE JESUS DIZ PRA VOCÊ MEU IRMÃO QUE ESTÁ POR AI ESPALHANDO COISAS ERRADAS:

    Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir.

    Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.

    Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus.

    Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus.
    Mateus 5:17-20

    O QUE ME DIZ?

    QUE DEUS O ABENÇÕE E QUE VC TENHA OPORTUNIDADE DE ACEITAR A PALAVRA DE DEUS DE VERDADE.


    A PAZ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu caro,

      Errais não conhecendo as escrituras nem o poder de Deus.

      O que Jesus nos mandou cumprir e ensinar ainda na nova aliança são os mandamentos morais - estes ainda estão em vigor.

      Porém vemos claramente o Senhor Jesus nos libertando da maldição da lei, ou seja, dos mandamentos RITUALÍSTICOS.

      Há várias passagens na bíblia, inclusive o próprio Jesus, mostrando o verdadeiro sentido do sábado. Sendo que o próprio disse que Deus trabalhava no sábado.

      Uma das condenações de Jesus foi porque o mesmo quebrava o sábado.

      O sábado ainda vigora, como eu disse, mas como foi na Lei de Moisés.

      Jesus é o nosso sábado!

      Excluir
    2. Pastor Marcos ROgerio30 de setembro de 2014 01:26

      AMigo, essa conversa que Jesus é nosso Sábado está em qual passagem ?
      Quem disse que o sábado era da lei cerimonial ? Colossenses ? AMigo, como vc é pastor creio que aprendeu a fazer exegese, pf, amado, não force o texto. Não confunda as coisas. É claro que só Jesus salva. Isso é óbvio, mas nós podemos ser antinominianos. COmo Mestre em Teologia - não posso me calar com tanta coisas sem sentido bíblico. Pf, pare de ler livrinhos contra os sabatistas, pare com isso. Leia a Bíblia sem preconceitos. Pastor amado, para sermos ministros temos que ser exegetas corretos. Conhecó os adventistas, até o Pastor Alejandro Bullon, eles acreditam totalmente na justificação pela fé em Cristo.Cuidado com o que fala deles. Eles são mais coerentes que os batistas em muitos pontos. Se Jesus é o Sábado ele não deveria ir a Igreja no Sábado (Lucas 4:16) . Colossenses ?? por favor, faça exegese...Ali são sábados cerimoniais. Vc viajou irmão. Leio hebraico e grego . Desculpe amado, mas vc não fez a exegese dos textos. Algúem te passou essas informações errado. Te amamos em Cristo. O irmão que está estudando com os adventistas. COntinue ! Eles amam muito a Jesus. Ouça o pastor Alejandro Bullon. Abraço em Cristo !

      Excluir
  3. SE VC DIZ QUE CRÊ NA BIBLIA DE GENESIS A APOCALIPSE PORQUE NAO CRE NA LEI DOS 10 MANDAMENTOS ENTÃO?

    ME EXPLIQUE


    BRUNO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bruno,

      Eu creio que os 10 mandamentos devem ser seguidos.

      Só que eu disse que o quarto mandamento (o do sábado), Jesus deu o verdadeiro sentido, não mais como um ritual de salvação, mas sim que ELE (Jesus) é o nosso descanso.

      Qualquer dia da semana pode ser nosso sábado, o verdadeiro intuito da sábado não é para ser um ritual, mas sim um momento para nos encontrarmos com Deus.

      Jesus mesmo disse que o sábado foi criado por causa do homem para ele ter um momento de intimidade com Deus, pelo menos um dia.

      Só que nessa nova aliança, somos chamados para que TODO dia seja um sábado, ou seja, todo dia devemos e podemos ir ao Santo dos Santos e encontrarmos com Deus.

      Leia o texto outra vez e entenderás o que quis expressar com o texto acima.

      Excluir
    2. ONDE NA BIBLIA DIZ QUE O SÁBADO FOI ABOLIDO?
      JESUS NÃO QUEBRAVA O SÁBADO NÃO ELE MESMO O SANTIFICOU E DISSE PARA DESCANSARMOS NELE CONFORME SEU PAI DISSE.
      JESUS NÃO TRABALHAVA NO SABADO APENAS FAZIA BOAS OBRAS COMO CURAR. ETC

      SEI QUE A LEI QUE FOI ABOLIDA FOI A DE SACRIFICIOS, DE IDOLATRIA A IDOLOS,ESSA SIM E
      NÃO A LEI ESCRITA POR DEUS, OLHA O QUE JESUS DISSE AQUI:

      Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.

      E ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo.

      E nisto sabemos que o conhecemos: se guardarmos os seus mandamentos.

      Aquele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade.

      Mas qualquer que guarda a sua palavra, o amor de Deus está nele verdadeiramente aperfeiçoado; nisto conhecemos que estamos nele.

      Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou.

      Irmãos, não vos escrevo mandamento novo, mas o mandamento antigo, que desde o princípio tivestes. Este mandamento antigo é a palavra que desde o princípio ouvistes.
      1 João 2:1-7

      E TEM MAIS:

      Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir.

      Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.

      Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus
      Mateus 5:17-19

      NESTE CONTEXTO ELE FALA DA LEI ESCRITA PELO SENHOR JESUS.

      ME EXPLIQUE ISSO
      SOU CURIOSO E QUERO APRENDER MAIS SOBRE ISSO

      JESUS PEDIU PARA GUARDARMOS OS MANDAMENTOS E DEIXOU BEM CLARO QUE
      VEIO PARA CUMPRIR A LEI DE DEUS, SEU PAI.

      VOCÊ CHAMOU A LEI DE MOISES DE MALDIÇÃO MAIS COMO PODE?
      A LEI NÃO FOI ESCRITA POR MOISES E SIM POR DEUS PELO DEDO DE DEUS,
      ENTÃO VOCÊ TÁ ME DIZENDO QUE DEUS ESCREVEU UMA MALDIÇÃO, ME EXPLIQUE,
      ESTOU EM AGUARDO,

      OBRIGADA

      Excluir
    3. Bruno ou Bruna...

      Peço que leia o livro de Romanos para entender o que é a maldição da Lei, que Cristo nos libertou - eu não disse que a lei é maldita, mas sim que há uma maldição contida nela.

      Leia também Hebreus para entenderes que a lei cerimonial foi abolida, perdurando apenas a lei moral.

      Jesus trabalhava no sábado sim leia João 5:16-18.

      Obs.: NUNCA, nem antes e depois de Cristo foi permitido idolatria, você já está falando bobagens.

      Vocês gostam de pegar o texto de Mateus 5:17 onde se diz que Ele veio cumprir a lei, Porém se esquecem da parte que ELE FALA "ESTÁ CONSUMADO" lá na cruz, onde O VÉU DO TEMPLO SE RASGA...

      Isto quer dizer que há mudança na lei, pois o sacerdócio mudou (LEIA HEBREUS os Caps. 8 e 9).

      Leia Também Colossenses 2:16-17 e veja que o sábado não era observado pelos cristãos.

      ENTENDA....

      Cristo desta forma que mostro, não aboliu o sábado, apenas MOSTROU que Ele é o nosso verdadeiro sábado! Não um dia da semana.

      Deixo também outro artigo que fiz sobre o tema:

      http://templojovemvirtual.blogspot.com.br/2011/06/seitas-e-heresias-parte-ii-adventistas.html

      Abraços.

      Excluir
    4. Estou aqui para estudar com você
      e pra ser sincero os textos que você me sugeriu não tem nada a ver.
      Você está me confundindo com contextos que não tem nada a ver.

      Por favor, estou aqui para aprender mais vc está me confundindo.

      Excluir
    5. Bruno,

      Não vejo onde estou lhe confundindo. E todo texto que lhe dei tem contexto.

      Leste o outro artigo que deixei?

      Este próprio artigo está tudo bem explicado! De TODOS os 10 mandamentos, o sábado é o único que vemos Cristo batendo firme lhe dando o verdadeiro sentido!

      O sábado foi um dos motivos que levaram Cristo a ser crucificado, pois o mesmo estava o reformulando.

      Entenda, o sábado foi colocado como uma método para que pelo menos um dia da semana, as pessoas dediquem a Deus, só que pode ser em qualquer dia!

      Não foi o homem feito por causa do sábado, MAS O SÁBADO FOI FEITO PARA O HOMEM. Estas palavras de Jesus mostram claramente que Ele estava revogando este tipo de sábado judaico e adventista.

      De todos os 10 mandamentos, o sábado é o único que se pede para ser LEMBRADO e não há a mesma ordenança dos outros!

      Cristo Jesus é o nosso verdadeiro sábado! ELE É NOSSO DESCANSO - Sábado significa descanso. As coisas da Antiga aliança eram sombra das futuras - o sábado como sendo algo ritual e não moral, foi reformulado por Jesus!

      O que devemos LEMBRAR para santificar sempre, não é um dia da semana, mas a presença de Deus em nós, o nosso sábado verdadeiro que nos deu o descanso para nossas almas!

      Está claro isto nas escrituras!

      Excluir
    6. Sim, mais
      Nunca li em parte nenhuma que Deus fez uma coisa e depois desfez, ate porque a biblia não se contradiz né/

      Mais o SENHOR DEUS pediu para SANTIFICARMOS o setimo dia ou o SABADO não foi? Nele descansarmos, não fazermos obras alguma não é ?
      Então podemos esquecer do que DEUS que fez os ceus e a terra disse?

      Devemos ter comunhão diária com DEUS todos os dias sim, com certeza?
      Mais então o dia que ele pediu só pra ele, para comunhão com ele a gente esquece?
      Jesus não esqueceu.

      Na sua opinião as pessoas que guardam o sabado como o santo dia estão errados?
      Eles estão errados por ir de acordo com a lei de Deus, que o proprio Jesus veio pra cumprir?

      Excluir
    7. Olá bom dia!

      Estou aguardando suas respostas.
      Me responde uma coisa? Você não considera o 7 dia como DIA? Dia da semana, porque?

      Estou estudando também em um blog Adventistas e eles estão me mostrando o 7 dia como dia mesmo e estão me mostrando isso dentro da Biblia.

      Quero aprender tanto com vc que nao considera o 7 dia como dia santo e com eles que consideram.

      Obrigada
      Aguardo

      Excluir
    8. Olá Bruno,

      Estou dizendo que qualquer dia da semana em que seja SUA folga, poderá ser um dia santificado ao Senhor, não necessariamente o 7 dia.

      Se sua folga é numa quarta, podes então santificar este dia.

      Porém vemos Cristo nos libertando de uma salvação através da guarda do sábado, sendo somente pela fé!

      Ora, para ser salvo é pelo fé e não pela guardo de um dia da semana!

      PS.: Temos inúmeras passagens na bíblia que Deus muda suas ordens sim para a humanidade.

      Por exemplo se pegares o livro de Hebreus verás que houve uma mudança do sacerdócio, bem como da Aliança, do sacrifício e revogação da Lei cerimonial.

      Até mesmo no AT vemos uma mudança do Tabernáculo para o Templo!

      E não há contradição alguma nisto, pois tudo Deus fez para o homem e não o homem foi feito para tais!

      Não sou contra alguém guardar o sábado, creio que é algo excelente, PORÉM o sábado (dia 7) não tem mais a mesma finalidade, inclusive de salvação ou selo, pois nosso selo é JESUS, nosso verdadeiro descanso!

      O adventismo quase que idolatra o sábado, colocando-o em uma posição de salvação e marca de Deus!

      Obrigado pelas postagens!

      Excluir
    9. OLÁ SAMUEL!


      ENTENDI SIM,
      ANDEI PESQUISANDO EM VARIOS SITES DE DIVERSAS DENOMINAÇÕES,
      DESCOBRI TAMBÉM QUE ANTES DO IMPERADOR CONSTANTINO MUDAR AS LEIS NO ANO 730 TODAS AS DOUTRINAS TINHA SABADO COMO DIA DE GUARDA. VI TAMBÉM QUE O SETIMO DIA E O SABADO, POIS EM TODOS OS CALENDÁRIOS O DOMINGO É O PRIMEIRO DIA DA SEMANA.
      É CERTO CONSIDERA-LO COMO DIA NÉ? DIA DA SEMANA? NA BIBLIA EM DIVERSAS PARTES DEUS NÃO PEDE GUARDE A SEGUNDA, A TERÇA A QUARTA FEIRA, ELE PEDE GUARDE MEU SANTO SABADO, MEU SANTO DIA O MEU SABADO, E DEIXA CLARO QUE ISSO SERVIRA DE SINAL ENTRE ELE E O POVO DELE QUANDO ELE VIER?

      ESTOU CERTO?


      NO AGUARDO

      A PAZ

      Excluir
    10. Olá Bruno,

      Entenda que o sábado (dia) era sombra do verdadeiro sábado (Jesus).

      Jesus NUNCA mandou guardar dia nenhum, nem o domingo.

      Devemos sim guardar o verdadeiro sábado em que descasamos de verdade, que é Jesus.

      Se queres guardar um dia da semana, não tem problema, pode ser o sábado.

      O fato que bato contra é dizer que sem a guarda do sábado não há aliança com Deus e consequentemente a não salvação.

      Isto é um absurdo e completamente herético ao refutar a salvação pela fé!

      Abraão de quem somos filhos não guardava o sábado, pois foi justificado pela fé e não por obras da lei.

      O sábado foi instituído como ordenança ritualística mosaica e não moral como os outros mandamentos.

      Termino apenas pedindo para que leia a bíblia, os textos que dei, se não creres nisso meu amigo, não posso fazer nada mais.

      Se não compreendes que muitas coisas do AT eram sombras do que viria, como por exemplo o cordeiro que não precisamos mais sacrificar para remissão dos pecados, pois Jesus é o verdadeiro! Assim é o sábado, o nosso verdadeiro descanso é Jesus.

      Excluir
    11. OLÁ SAMUEL

      OBRIGADA PELAS DICAS QUE VOCÊ ME DEU, FORAM VALIDAS MAIS NÃO
      TÃO CONVINCENTES.
      ESTOU TENDO A OPORTUNIDADE DE ESTUDAR A BIBLIA
      MAIS AFUNDO E DESCOBRINDO VERDADES MARAVILHOSAS.


      OBRIGADA.

      Excluir
    12. Amém "Bruno"...

      Bem, quem tem que lhe convencer é o E.S.

      A única coisa que coloquei aqui foi bíblia, não partes dela, mas seu resumo total.

      Saibas que a bíblia quando alguém pega algumas partes dela, pode-se criar muitas coisas que não é sua mensagem.

      A bíblia é uma totalidade, não é só Daniel e Apocalipse - é ampla sua mensagem.

      Só espero que fique na liberdade com que Cristo nos libertou e não preso em doutrinas saídas de homens.

      Como dizes que está estudando a Bíblia, deixo alguns textos muito bons em Romanos para ti, leia por favor:

      Romanos 14:1-12

      Romanos 4:1-25

      Romanos 3:21-31

      E Hebreus peço que leia TODO.

      Abraços

      Excluir
    13. Faltou escrever que o sábado foi abolido pelo santo papa, que deus lugar ao domingo para homenagear o deus sol, que ele lenvanta sua imagem todos os domingos na missa.

      Excluir
  4. Meu caro,

    Errais não conhecendo as escrituras nem o poder de Deus.

    O que Jesus nos mandou cumprir e ensinar ainda na nova aliança são os mandamentos morais - estes ainda estão em vigor.

    Porém vemos claramente o Senhor Jesus nos libertando da maldição da lei, ou seja, dos mandamentos RITUALÍSTICOS.

    Há várias passagens na bíblia, inclusive o próprio Jesus, mostrando o verdadeiro sentido do sábado. Sendo que o próprio disse que Deus trabalhava no sábado.

    Uma das condenações de Jesus foi porque o mesmo quebrava o sábado.

    O sábado ainda vigora, como eu disse, mas como foi na Lei de Moisés.

    Jesus é o nosso sábado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e isso ai jESUS É O SEU GUIA AMEM. QUAL IGREJA VC CONGREGA

      Excluir
  5. Congrego na Batista como o comentarista acima informou.

    Salmo 119:105

    ResponderExcluir
  6. Seria muito bom se as pessoas guardassem o shabbat em todo o mundo...não através de velas ou de misticismo barato,mas através de um coração puro...
    O planeta poderia descansar pelo menos,e a máquina do capitalismo poderia andar mais devagar!rsrsrs!
    Sem judaizar...sem condenação... apenas separarmos um dia em comum para celebrarmos juntos,sermos gratos e contemplarmos a bondade do Eterno ao nos criar e criar a natureza ao nosso redor...
    Para mim é legal celebrar o sábado...mas que nunca seja uma obrigação ou motivo de condenação. Temos liberdade em Jesus!

    ResponderExcluir
  7. Bárbara...

    Muito bom seu comentário, penso igualmente.

    Deus lhe abençoe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O assunto e polemico por isso precisamos pedir a Deus a revelação por de tras da palavra e isso ai Samuel que Deus te abençoe e continue te dando sabedoria e dicernimento nos seus dias Rosangela :)

      Excluir
    2. Pastor Marcos ROgerio30 de setembro de 2014 01:15

      Cuidado com essa palavra pentecostal tola - Revelação! É só fazer exegese com oração e até uma criança entende a Palavra de Jesus ! O problema é o orgulho humano !

      Excluir
  8. O assunto é polêmico mesmo, e na minha opinião JESUS quando voltar não vai querer saber qual IGREJA FREQUENTÁVAMOS e sim que foi fiel a ele nesse tempo, guardou sua palavra, isso sim!

    Não gostei do seu post
    Não podemos julgar a religião dos outros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pastor Marcos ROgerio30 de setembro de 2014 01:07

      Irmã querida: COncordo que Jesus não vai querer saber a igreja, mas que Ele tem um povo que segundo Apocalipse 14:12 isso Ele tem. Não podemos ser relativistas, a verdade divina em Cristo é absoluta.

      Excluir
  9. Carine,

    É um direito seu não gostar do post, mas isso não significa que está errado.

    Não julgo religião, mas a doutrina que não está em conformidade com a bíblia, sendo que dei bases bíblicas.

    Os textos que muitos sabadistas usam não estão em harmonia com o evangelho, até mesmo com a obra de Jesus que lhe deu o verdadeiro sentido.

    É como falo, não importo com quem se lembra do sábado, é muito bom, porém ele não pode servir como fonte de salvação ou marca do povo de Deus.

    Fonte de salvação é a fé em Jesus e a nossa marca (selo) é o Espírito de Deus em nós.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pastor Marcos ROgerio30 de setembro de 2014 01:13

      Pela última vez irmão: : Os adventistas do sétimo dia ensinam salvação pela graça de Jesus. Não diga o que vc lê em fontes tendenciosas. Só Jesus salva. Mas te pergunto: Só porque meu Amado Jesus me salva posso adulterar e matar? Quem não mata e adultera é legalista ? kkkk!! Textos fora do contexto quem usam são vcs . Sou Mestre em Teologia e já li a Palavra Inteiras dezenas de vezes. VC que usou textos para forçar a barra. Me deu pena ! Me desculpe !Deixe a Bíblia falar . O Sábado nasceu na Criação . nao force a barra meu amado. Os adventistas verdadeiros creem só na graça do Salvador.

      Excluir
    2. Isso aí pastor... tenho 6 anos frequentando a Igreja e nunca vi ninguém lá dizendo que a lei salva. Para aqueles que desejam conhecer os adventistas do sétimo dia, leiam o tratado de Teologia da Igreja.

      Excluir
  10. a salvaçao nunca foi pela guarda dos mandamentos nem no antigo testamento e sim pelo arrependimento era sacrificando o cordeirinho para perdoar os pecados agora Jesus eo o cordeiro a biblia de jesus era o velho testamento anida nao havia sido escrito o novo testamento jesus disse se amais guardais meus mandamentos

    ResponderExcluir
  11. Incluindo o sábado, porém este, como sempre tenho dito, Cristo lhe deu o verdadeiro sentido!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pastor Marcos ROgerio30 de setembro de 2014 01:05

      Quero deixar claro irmão querido como Mestre em teologia Bíblica que nenhum adventista verdadeiro guarda o sábado para ser salvo mas como salvo em Jesus. Assim como não matar , não adulterar, são frutos na vida do salvo- O sábado para os adventistas também o é. Por favor, não me venha com essa estória de Jesus é o Sábado- Não force o texto. É claro que a Lei não salvam, mas o salvo em Jesus vai pisá-la ? Pf me poupe desse argumento furado e sem base bíblica. Faça exegese meu amado do texto. Não force o texto a dizer o que vc quer . Claro que Jesus deu o verdeiro sentido para o sábado ! Mas não foi para aboli-Lo é só a Bíblia sem forçar a barra. Fique na paz de Jesus !!!

      Excluir
  12. No céu guardaremos o sábado, o dia do senhor! Quero encontrá-lo e lá podermos passar horas e horas na companhia de Jesus, adorando-O e redendo-Lhe louvores por suas maravilhas! O Sábado não é só lei, mas foi instituido no Éden! Sigamos o exemplo de Jesus, que fez o bem todos os dias, mas separou e santificou um dia, que é especial, onde devemos deixar os nossos afazeres do dia-a-dia para nos lembrarmos Dele. O céu será como o Éden, tudo manso, lindo, feliz, perfeito, como fora no princípio. Deus o abençoe grandemente. Abraços.

    ResponderExcluir
  13. ???????
    POR QUE NA MESMA BIBLIA SE ACHAM DIVERSAS INTERPRETAÇÕES DIFERENTES CADA DENOMINAÇÃO ENSINA UMA COISA,TO FICANDO CANSADO DISTO,COMO CONGREGAREMOS SE CADA UMA CARREGA UMA VERDADE E ACUSA OUTRA DE ALGO ERRADO??
    TENHO ESTUDADO MUITO A BIBLIA MAIS NÃO CONSEGUI AINDA ENTENDER ALGUNS TEXTOS A QUESTÃO DO SABADO DOS ALIMENTOS IMPUROS E OUTROS CADA UM TEM UMA EXPLICAÇÃO CITADA NAS ESCRITURAS MAIS FALTA AINDA EXPLICAÇOES VINDA DO CÉU ..

    ResponderExcluir
  14. Não fique mais confuso, em Colossenses 2:16-17 lhe dá a explicação sobre sábado e alimentos - tudo era SOMBRA, ou seja, símbolos.

    Como digo no texto, Jesus deu o verdadeiro sentido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Colossenses: 2. 16. "Portanto, ninguém tem o direito de vos julgar pelo que comeis, ou pelo que bebeis, ou ainda com relação a alguma festa religiosa, celebração das luas novas ou dos dias de sábado. 17. Esses rituais são apenas sombra do que haveria de vir; a realidade, todavia, encontra-se em Cristo."

      Essa carta foi destinada aos irmãos em Cristo de Colossos (Cl 1:2). Paulo afirma estar agradecido a Deus pela fé em Cristo que os colossenses têm apresentado (vs 3). Assim, amparado também por outros vs dessa carta, não resta dúvidas de que ela foi enviada aos CRISTÃOS colossenses.

      Pra quem Paulo diz: "Portanto, ninguém tem o direito de vos julgar pelo que comeis, ou pelo que bebeis, ou ainda com relação a alguma festa religiosa, celebração das luas novas ou dos dias de sábado"? Para os CRISTÃOS. E quem estaria acusando os Cristãos por todas essas coisas? Os NÃO CONVERSOS. Raciocínio simples. Os Cristãos, ao receber a mensagem, mudaram o estilo de vida e passaram a ser criticados pelos não conversos. Passaram a rejeitar alimentos impuros (...ninguém tem o direito de vos julgar pelo que comeis...) e a observar o sábado bíblico (...aos dias de sábado). E eram coisas ruins? Claro que não! O próprio apóstolo Paulo diz para o cristão "não permitir que ninguém vos julgue...". Daí vem o versículo seguinte: "Esses rituais são apenas sombra do que haveria de vir; a realidade, todavia, encontra-se em Cristo." O que significa sombra? Sombra, na cultura judaica, era a projeção do objeto real. Paulo era judeu também, não era? A sombra era a fiel representação
      da figura real, "... pois a realidade, todavia, encontra-se em Cristo." Os Cristãos, com sua nova forma de vida, estavam fazendo a vontade de Cristo. A palavra "sombra" nunca poderia estar associada a algo ruim -muitos utilizam esses versículos para anular a sagrada Lei de Deus. No antigo Oriente Médio, meus irmãos, com tanto deserto, sombra valia ouro! Não faria sentido Paulo falar para os Cristãos não permitirem que os outros os julguem pelos novos hábitos e depois falar que tudo isso é símbolo e não tem mais valor. Simples assim. Espero ter contribuído. Abraços a todos... e que Deus os abençoe.

      Excluir
  15. Espero que um dia se arrependa do que está fazendo! Pelo contraria iras ser julgado junto aos falsos profetas. ate o presente voce ista sendo um

    ResponderExcluir
  16. Na criação do mundo, DEUS abençoou e santificou o sétimo dia como diz em GN 2:2,3.
    E qual é o dia que os salvos guardarão na nova terra? Isaias 66:22-23.
    É bom lembrar que a guarda do sábado não é um meio de se alcançar a salvação, que é obtida pela graça de jesus. A obediência a Deus é resultado da salvação. Como alguém pode dizer que está salvo e viver em desobediência a Deus? A guarda do sábado é uma demonstração de amor a Deus e fruto da experiência pessoal com ele.

    ResponderExcluir
  17. Na verdade, arrodeiam daqui e arrodeiam dali, e querem tirar o Sábado que é o Sétimo Dia, DA CRIAÇÃO, guardado por Abraão (gên 26:5), relembrado na lei moral dada á Moisés....para introduzir o objetivo real deles, que é a observância do dia do sol, herdado dos pagãos. Trocando em miúdos é isso!

    ResponderExcluir
  18. Sábado não é uma lei moral, mas ritual, se fosse moral, Noé, Abrão, Jacó teriam observado o sábado, bem como Paulo e os outros apóstolos.

    Na bíblia não diz para guardamos sábado, domingo ou outro dia, mas devemos sim santificar todos os dias.

    Uma curiosidade, se você morar os USA (Estados Unidos), então você guardaria o dia de Saturno? Pois lá, sábado é "Saturday" - o dia de saturno.

    Todos os dias são santos meu caro!

    ResponderExcluir
  19. Olá! Apenas um pequeno comentário: Do genesis ao apocalipse a Bíblia afirma de a lei de Deus deve ser obedecida, não por obrigação, mas por amor. Não para sermos salvos, e sim porque já fomos salvos. A mesma lei que diz não matarás é a que diz lembra-te do dia de sábado para o santificar. O mais intrigante é que o verso é claro que seis dias trabalharemos e podemos fazer nossas atividades , mas o sétimo dia é o Sábado do Senhor nosso Deus. Como pode Jesus dar novo significado a apenas uma das 10 leis? Pense em como isso é estranho! Acredito meu irmão que você deve estudar um pouco mais sobre as leis, a mosaica e a moral, pois em seu artigo seus argumentos são confusos em relação as leis. Outro ponto importante é que nossa semana tem nomes muito peculiares: Domingo, Segunda-feira, terça -feira e assim por diante...A palavra sexta se refere ao numero seis, certo?Ora, o que vem depois da sexta-feira que é por seu próprio nome o sexto dia da semana? Sabado! Perceba que sétimo dia e sábado são o mesmo dia, simples assim! Outro ponto é que se você acredita na criação tem que acreditar que o dia de sabado ou sétimo dia , pois esse dia o sábado, foi criado exclusivamente para adoração. Leia genesis 1 e 2 e responda: O que Deus criou no setimo dia? Nada! ele terminou no sexto dia a sua criação.Pense! Se o dia de descanso pudesse ser qualquer dia, na fundação do mundo o Criador teria deixado isso claro.Se tiver a oportunidade estude com menos preconceito e ideias formadas. Se você quer saber a verdade e ser liberto, leia a Bíblia! Ela é clara a quem pede orientação ao Espirito Santo! Então leia com atitude de oração. Veja que Deus abrirá seus olhos! Deus seja contigo!

    ResponderExcluir
  20. MEU IRMÃO EU ACHO ENGRAÇADO OS ADVENTISTA MANDAREM NÓS LERMOS A BÍBLIA QUANDO ELES ESTÃO EM UM TERRÍVEL ERRO DE INTERPRETAÇÃO BÍBLICA. O SÁBADO NÃO SALVA, QUEM SALVA É CRISTO JESUS. É NÃO POR OBSERVÂNCIA DE DIAS OU DE QUALQUER OUTRA COISA.

    ResponderExcluir
  21. COITADOS DOS JAPONESE , PORQUE AQUI QUANDO É DIA LÁ JÁ É NOITE E O SÁBADO COMEÇA NA SEXTA FEIRA A PARTIR DAS 18:00. E QUANDO AQUI NO BRASIL É 18:00 HORAS LÁ JÁ É 6:00 DA MANHÃ. ISSO SE CHAMA : IDOLATRIA, IGNORÂNCIA, FALTA DE UMA BOA EXEGESE BÍBLICA.

    ResponderExcluir
  22. Hebreus: 4. "1. Portanto, ainda que nos tenha sido outorgada a promessa de ingressar no descanso de Deus, tememos que algum de vós pareça ter falhado. 2. Pois as boas novas foram pregadas também a nós, tanto quanto a eles; entretanto, a mensagem que eles ouviram de nada lhes valeu, pois não foi acompanhada de fé por aqueles que a ouviram. 3. Porquanto, somos nós, os que temos crido, que entramos no descanso, conforme Deus declarou: “Assim jurei na minha ira: Jamais entrarão no meu descanso”, muito embora suas obras estivessem concluídas desde a fundação do mundo. 4. Pois em certa passagem, Ele se referiu ao sétimo dia, nestes termos: “No sétimo dia, Deus descansou de toda a obra que realizara”. 5. E novamente, no texto citado há pouco, confirma: “Jamais entrarão no meu descanso”. 6. Portanto, considerando que ainda faltam alguns para entrar, e aqueles a quem antes foram pregadas as boas novas não ingressaram por causa da desobediência, 7. determina Deus, uma nova oportunidade, e a chama de “hoje”, ao declarar muito tempo depois, por intermédio de Davi e conforme o que já fora proclamado antes: “Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração”. 8. Porque, se Josué lhes tivesse oferecido descanso, Deus não teria feito declaração posterior a respeito de outro dia. 9. Sendo assim, ainda resta um descanso sabático para o povo de Deus; 10. pois toda pessoa que entra no repouso de Deus, também descansa de suas obras, como Deus descansou das suas. 11. Diante disso, esforcemo-nos por entrar naquele descanso, para que ninguém caia no mesmo exemplo de desobediência. 12. Porquanto a Palavra de Deus é viva e eficaz, mais cortante que qualquer espada de dois gumes; capaz de penetrar até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é sensível para perceber os pensamentos e intenções do coração. 13. E não há criatura alguma incógnita aos olhos de Deus. Absolutamente tudo está descoberto e às claras diante daquele a quem deveremos prestar contas. 14. Concluindo, tendo em vista que temos um grande sumo sacerdote que foi capaz de adentrar os céus, Jesus, o Filho de Deus, mantenhamos com firmeza nossa declaração pública de fé. 15. Pois não temos um sumo sacerdote que não seja capaz de compadecer-se das nossas fraquezas, mas temos o Sacerdote Supremo que, à nossa semelhança, foi tentado de todas as formas, porém sem pecado algum. 16. Portanto, acheguemo-nos com toda a confiança ao trono da graça, para que recebamos misericórdia e encontremos o poder que nos socorre no momento da necessidade."

    ResponderExcluir
  23. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  24. AS SETE VERDADES BÍBLICAS SOBRE O SÉTIMO DIA_parte-final
    já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus”. Efésios 2:14 a 19.

    “...na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos que consistia em ordenanças...”. Esse verso, retirado do preceito acima, nada tem a ver com a derrocada do Decálogo, pois sendo isso impossível, o apóstolo Paulo, sempre dirigido pelo Espírito Santo de Deus, se refere às ordenanças e leis antigas, provindas de Levítico, criadas numa época para regular as ações dos israelitas nos difíceis 40 anos de deserto, mas que de forma alguma tiveram lugar no Evangelho de Jesus. E isso Está Escrito em Lucas 16:16, que revela:

    A lei e os profetas vigoraram até João; desde então é anunciado o reino de Deus, e todo o homem emprega força para entrar nele. E é mais fácil passar o céu e a terra do que cair um til da lei. Lucas 16:16 e 17 Esses dois preceitos nos mostram a derrocada (no Evangelho) das leis que escravizavam, que amaldiçoavam e até poderiam nos matar, se tivessem sido integradas no Evangelho. Em seguida a essas colocações, a Palavra de Deus novamente legitima o Decálogo de Deus (as 10 leis).

    “O sábado foi estabelecido por causa do homem, e não o homem por causa do sábado; de sorte que o Filho do homem é, também, o Senhor do sábado”. Jesus Cristo, em Marcos 2:28, respondendo à irritação dos judeus quando permitiu que seus amigos colhessem espigas (Mateus, 12:1), com o objetivo de mostrar que o amor de caridade tem de sobrepor-se a toda e qualquer lei, pois é maior que a fé (1Coríntios 13:13) e, por isso, tem de sobrepor-se até mesmo ao mandamento do Sábado, pois seus amigos estavam com fome pelas longas caminhadas. Da mesma forma, Jesus citou Davi que, com fome, ele e os seus amigos avançaram e comeram dos pães sagrados do templo, coisa proibida até para o rei, pois em ambos os casos não se poderia transferir a solução para o dia seguinte. Essa é a regra do sábado santo.
    Nesse mesmo preceito, Jesus legitima o sábado mais uma vez: o sábado foi criado pelo Deus Imutável por causa do homem. Portanto, enquanto existir o homem na Terra os sábados terão de ser observados, pelo menos pelos cristãos. E inegavelmente é mais uma Verdade do Senhor Deus que não pode ser contestada por ninguém, e de modo algum!

    Para aquele que julga que todos os dias são de Deus, isso é verdade, mas só um ele elegeu como Um SINAL entre ele e o homem e o único dia que nomeou como Santo e Bendito.


    Quem precisa de mais que isso para inteirar-se de que O SÁBADO É PARA SEMPRE??? PONTO FINAL!

    Waldecy Antonio Simões.

    walasi@uol.com.br

    www.segundoasescrituras.com.br

    Nesse site, temos um escrito que completa perfeitamente esse presente escrito, de nome
    O Tratado sobre as leis de Deus, no qual nos mostra como o sábado de Deus foi corrompido e porquê.

    Veja, também, o arquivo 137 de nome AS SETE VERDADES SOBRE O SÉTIMO DIA

    ResponderExcluir
  25. AS SETE VERDADES BÍBLICAS SOBRE O SÉTIMO DIA_parte4de5
    a cidade não caberia num salão ou num templo, então, está claro que essa reunião, para adoração, no santo dia do Senhor, foi realizada ao ar livre.
    Tratou-se de um culto cristão sem teto, nem paredes, que reuniu quase toda a cidade para louvar no sábado. A Palavra Escrita registrou essas duas revelações e várias outras idênticas colocadas a seguir como veremos, exatamente para revelar-nos que o sábado sempre será o Dia do Senhor, não importa que no catecismo católico, como também na maioria dos seguimentos evangélicos esteja completamente diferente da Proclamação do Deus Imutável

    “E todo o sábado, ensinava na sinagoga, persuadindo tanto judeus como gregos”. Atos 18:44

    Os defensores do domingo, inventado, argumentam, falsamente, que Paulo comparecia às sinagogas dos judeus aos sábados, porque era nesse dia que podia encontrá-los, mas não é o caso aqui, pois, pela sua tradição, os judeus jamais aceitariam que gentios pagãos - no caso presente os gregos - participassem de cerimônias em seus templos, em simples reuniões e nem mesmo jamais aceitariam permanecer com eles ou com outros pagãos no mesmo ambiente. Sabemos que o santo em vida Paulo não ensinava somente aos judeus, mas principalmente aos demais pagãos. Quanto a isso, se os primeiros cristãos guardavam o sábado mesmo após a ressurreição de Jesus, só isso prova a Grande Mentira do tal domingo, um feito gigantesco de Satanás, segundo o Apocalipse 13:7.

    Em Atos dos Apóstolos, conforme a tradição dos apóstolos de santificarem os sábados, um preceito é usado como referência ao Quarto dos Mandamentos:

    “Então voltaram para Jerusalém, do monte chamado Olival, que dista daquela cidade tanto como a uma jornada de sábado...”. Atos 1:12. Ora, ao se referirem a uma jornada de sábado como exemplo pelos apóstolos de Jesus, é certo que se tratava de um preceito em uso.

    “Orai para que vossa fuga não se dê no inverno, nem no sábado”.
    Jesus Cristo, em Mateus 24:20, ressalta, novamente, a grande importância do sábado (nem no inverno que é muito frio, o que dificultaria a fuga dos inimigos romanos (na terrível carnificina, no massacre contra os judeus nos anos 70, no episódio Masada), nem nos sábados porque é o Dia Santo de Deus, consagrado para descanso e louvor.

    7) Os cristãos, em parte, alegam, altamente equivocados, que o Decálogo do Monte Sinai, no qual o sábado está intrínseco, teria sido dado apenas aos israelitas, e não a nós do Evangelho, por isso, alegam que “nós não temos obrigação de guardar”. Mas vejamos que a Verdade do Evangelho de Deus que nos faz herdeiros dos israelitas:
    “E todos os profetas, a começar por Samuel, assim como todos os que depois falaram, também anunciaram estes dias. Vós sois os filhos dos profetas e da aliança que Deus estabeleceu com vossos pais, dizendo a Abraão: Na tua descendência serão abençoadas todas as nações da Terra”. Atos dos Apóstolos 3:24 - 25. Os herdeiros não herdam apenas as bênçãos, mas também as obrigações.

    Novamente, a Verdade do Evangelho faz dos cristãos e de Israel um só povo:

    “Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um e, derrubando a parede de separação que estava no meio, na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz, e pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades. E, vindo, ele evangelizou a paz, a vós que estáveis longe, e aos que estavam perto; porque por ele ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito. Leia a parte final

    ResponderExcluir
  26. AS SETE VERDADES BÍBLICAS SOBRE O SÉTIMO DIA_parte3de5

    “E os escribas e fariseus (filhos do diabo) observavam-no, se curaria no sábado, para acharem de que o acusar. Mas ele (Jesus) bem conhecia os seus pensamentos; e disse ao homem que tinha a mão mirrada: Levanta-te, e fica em pé no meio. E, levantando-se ele, ficou em pé. Então Jesus lhes disse: Uma coisa vos hei de perguntar: É lícito nos sábados fazer bem, ou fazer mal? salvar a vida, ou matar? E, olhando para todos em redor, disse ao homem: Estende a tua mão. E ele assim o fez, e a mão lhe foi restituída sã como a outra. E ficaram cheios de furor, e uns com os outros conferenciavam sobre o que fariam a Jesus”. Lucas 6:7-11.

    “E dizia-lhes Jesus: Invalidais o Mandamento de Deus para guardardes a vossa tradição”. Jesus, em Marcos 7:9

    5) O sábado é o ÙNICO Mandamento chamado por Deus de Santo e Bendito e o Único estabelecido como UM SINAL entre ele e a Humanidade: “Santificai os meus sábados, pois servirão de sinal entre mim e vós, para que saibais que eu sou o SENHOR, vosso Deus”. Ezequiel 20:20.

    Ora, se o sábado foi estabelecido por Deus como UM SINAL entre ele e a Humanidade, de modo algum jamais sairá dessa condição divina. Quanto aos que julgam que esse Sinal foi dado apenas aos israelitas, então, nesse caso, nós não podemos nos servir de nenhum livro do Velho Testamento, nem dos Salmos, etc. e nem mesmo de Malaquias, muito usado para legitimar os dízimos. É ou não é? Dois pesos e duas medidas não vale! Além disso, abaixo, no capítulo 7, Está Escrito que nós somos os legítimos herdeiros dos israelitas e que Jesus, de todos nós, fez UM SÓ POVO.

    6) Dizem os sábios que um bom exemplo vale mais que mil palavras. É ou não é? É claro que é! então, vamos ver os vários exemplos de Jesus e de sua Igreja Primitiva santificando os sábados (que valem mais que milhões de palavras) até mesmo décadas após a Ressurreição? Essa parte ANULA completamente as pretensões dos que defendem erradamente o domingo “substituindo” o Sábado Santo, solene e Abençoado do Senhor:

    “E, chegando a Nazaré, onde fora criado, (Jesus) entrou num dia de sábado, segundo o seu costume, na sinagoga, e levantou-se para ler”. Lucas 4:16. Jesus, nos concedendo o exemplo, pois segundo o Mandamento e a Tradição israelita, guardou o sábado por toda a sua vida.

    Antes da ressurreição de Jesus, os cristãos faziam do sábado um dia de louvor, em local sem teto e sem paredes:

    Vejamos a Igreja Cristã aos tempos de Paulo, mesmo depois da ressurreição de Jesus os cristãos de Paulo faziam do sábado um dia de culto e louvor, na Igreja de Deus, sem teto e sem paredes:
    “No dia de sábado, saímos fora da porta, junto ao rio, onde julgávamos haver um lugar de oração; e, assentando-nos, falamos às mulheres que para ali tinham concorrido”. Atos dos Apóstolos 16:13.
    Esse preceito revela, com toda clareza, um culto de louvor aos sábados pelos cristãos. As mulheres cristãs sempre trabalhavam, só não aos sábados. Então, segundo o preceito acima, estavam em dia de descanso, santificando os sábados assim como os homens!

    “No sábado seguinte, concorreu quase toda a cidade para ouvir a palavra de Deus, mas os judeus, vendo aquela concorrência, encheram-se de inveja...”. Atos 13:41 - 44.
    Se os judeus encheram-se de inveja não se tratava de uma reunião judia aos sábados, pois aconteceu ao ar livre, junto a um rio, pois é evidente que, quase toda CONTINUE LENDO

    ResponderExcluir

  27. AS SETE VERDADES BÍBLICAS SOBRE O SÉTIMO DIA_parte2de5

    Então, segundo as Escrituras, o sábado é para sempre, e se teria havido mudança a respeito, essa foi criada pelo homem e nunca por Deus. Quanto a isso, num descuido, o clero católico confessa, por escrito, o seu gravíssimo erro ao atentar violentamente contra o Sétimo Dia.:

    “A Igreja de Deus, porém, achou conveniente transferir para o domingo a solene celebração do sábado”. Catecismo católico, Edição2, Editora Vozes, Petrópolis, RJ. 1962.

    3) Uma parte dos cristãos julga que Jesus acabou com as leis a favor da graça e da liberdade, mas Jesus fez tudo exatamente ao contrário, pois legitimou TODAS as leis do Decálogo em sua primeira pregação à Humanidade, no Sermão do Monte e ainda amentou o grau de observação em algumas das 10 leis (Mateus, 5:21 a 32.

    “Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til jamais passará da lei sem que tudo seja cumprido”. Jesus, em Mateus 5:17 a 37. Está Escrito que tudo será cumprido na Consumação dos Séculos, no Grande Dia de Jesus, quando os Portais do Reino de Deus serão abertos aos mortais de Jesus, antes fechados desde Adão e Eva (João 14:1 a 3, como também em 1 Tessalonicenses 4:13 a 17).

    Se Jesus Cristo afirmou que das leis de Deus Pai nem mesmo um simples til se poderá retirar, é absolutamente impossível atentar contra a lei do sábado, pois o Quarto Mandamento contém 80 palavras ou 433 caracteres. E assim, pelo menos até o Grande dia da Volta de Jesus, o sábado é para sempre!

    4) A ampla maioria cristã alega que em sua vida pública Jesus teria violado os sábados ao trabalhar nesse dia, mas quem o acusou de violar os sábados foram os fariseus, os filhos do diabo, assim como Jesus Cristo os nomeou em João 8:44. A respeito dessa acusação dos filhos de Satanás, vamos ver que Jesus respondeu a eles que apenas APARENTAVA que ele desrespeitava os santos sábados:

    “Se o homem recebe a circuncisão no sábado, para que a lei de Moisés não seja quebrantada, indignais-vos contra mim, porque no sábado curei de todo um homem? Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça”. Jesus, em João 7:23

    “E, tomando a palavra o príncipe da sinagoga (filho do diabo acusador), indignado porque Jesus curava no sábado, disse à multidão: Seis dias há em que é mister trabalhar; nestes, pois, vinde para serdes curados, e não no dia de sábado. Respondeu-lhe, porém, o Senhor, e disse: Hipócrita, no sábado não desprende da manjedoura cada um de vós o seu boi, ou jumento, e não o leva a beber? E não convinha soltar desta prisão, no dia de sábado, esta filha de Abraão, a qual há dezoito anos Satanás tinha presa?”. Lucas 13:14-16, Jesus revela que o amor de caridade tem preponderância sobre qualquer lei (1 Coríntios 13:13)..
    “E, estava ali um homem que tinha uma das mãos mirrada; e eles (os fariseus do diabo), para o acusarem, o interrogaram, dizendo: É lícito curar nos sábados? E ele lhes disse: Qual dentre vós será o homem que tendo uma ovelha, se num sábado ela cair numa cova, não lançará mão dela, e a levantará? Pois, quanto mais vale um homem do que uma ovelha? É, por consequência, lícito fazer bem nos sábados. Então disse àquele homem: Estende a tua mão. E ele a estendeu, e ficou sã como a outra. E os fariseus, tendo saído, formaram conselho contra ele, para o matarem”. Mateus 12:10-14. CONTINUE

    ResponderExcluir
  28. AS SETE VERDADES BÍBLICAS SOBRE O SÉTIMO DIA_parte1de5


    Esse escrito é dirigido exclusivamente aos cristãos de todos os seguimentos. Se você for um deles, leia, pois é curto , mas bem interessante.


    A maioria cristã faz uma tremenda confusão a respeito de sábados e domingos. Os cristãos, em minoria, julgam corretamente que o Criador, que nunca muda, jamais aceitaria que uma só de suas leis fundidas nas Rochas Sagradas pudesse ser “lixada” pelos homens, portanto, creem firmemente que o Sábado é o Dia do Senhor. Outra parte considerável crê que Jesus teria revogado todas as dez leis a favor da religião da graça e da liberdade. Uma terceira parte, bem maior, prefere crer que pela ressurreição de Jesus ele teria revogado o Quarto Mandamento a favor do domingo, permanecendo, então, como válidos, os demais mandamentos (nove).

    ONDE ESTÁ, ENTÃO, DE FATO E DE DIREITO, A VERDADE BÍBLICA? Ora, vamos colocá-la aqui, resumidamente, mas de modo tão legítimo, tão cristalino e conclusivo que não dará chance alguma a qualquer refutação, sem se ingressar no farisaísmo religioso (o que é pior do que não ser cristão).

    Vamos às Sete Verdades que não têm como ser desmentidas, pois Está Escrito:

    1) O Mandamento do Sétimo Dia foi instituído na Criação do mundo (Gênesis 2:3), não para o próprio Criador, pois em sua perfeição jamais criaria um Mandamento para si próprio, não tem como e, como Espírito Perfeito jamais se cansa, então o Mandamento do sábado foi criado para o homem, pois ele, sim, necessita de um dia de descanso na semana. O próprio Jesus legitimou isso no Evangelho ao reger:

    “O sábado foi estabelecido por causa do homem, e não o homem por causa do sábado; de sorte que o Filho do homem é, também, o Senhor do sábado”. Jesus Cristo, em Marcos 2:28. Se o Filho de Deus afirmou que o sábado foi criado para o homem, então o sábado foi criado para a Humanidade, assim como os castigos promulgados contra Adão e Eva foram, também, dirigidos à Humanidade.

    Quanto a ser o Senhor do sábado, Jesus também afirmou que é maior que o Templo (Mateus 12:6, maior que Abraão (João 8:57), maior que Jonas (Lucas 11:32), maior que Salomão (Mateus 12:42) e mais importante que Jacó, sem desmerecer qualquer um deles, portanto, também não desmereceu o santo sábado, pois é o Senhor de Tudo, pois está Escrito que Deus lhe deu toda a autoridade sobre tudo o que existe:

    “Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra”. Jesus, em Mateus 28+18,

    2) A maioria evangélica, católicos e ortodoxos julgam, temerariamente, que a Ressurreição de Jesus teria anulado, teria riscado das Rochas de Deus o Mandamento do Sétimo Dia, dando lugar ao primeiro dia da semana, o tal domingo, mas isso é absolutamente impossível, pois não há uma só linha no Evangelho que autorize tal mudança, mesmo porque Está Escrito que Deus Nunca Muda em suas Promulgações à Humanidade:

    “Seca-se a erva, e cai a flor, soprando nela o Espírito do Senhor. Na verdade o povo é erva. Seca-se a erva, e cai a flor, porém a palavra de nosso Deus subsiste eternamente”. Isaías 40:7.

    “Porque toda a carne é como a erva, e toda a glória do homem como a flor da erva. Secou-se a erva, e caiu a sua flor, mas a palavra do Senhor permanece para sempre. E esta é a palavra que entre vós foi evangelizada”. I Pedro 1:24. CONTINUE LENDO


    ResponderExcluir
  29. AS SETE VERDADES BÍBLICAS SOBRE O SÉTIMO DIA_parte3de5

    “E os escribas e fariseus (filhos do diabo) observavam-no, se curaria no sábado, para acharem de que o acusar. Mas ele (Jesus) bem conhecia os seus pensamentos; e disse ao homem que tinha a mão mirrada: Levanta-te, e fica em pé no meio. E, levantando-se ele, ficou em pé. Então Jesus lhes disse: Uma coisa vos hei de perguntar: É lícito nos sábados fazer bem, ou fazer mal? salvar a vida, ou matar? E, olhando para todos em redor, disse ao homem: Estende a tua mão. E ele assim o fez, e a mão lhe foi restituída sã como a outra. E ficaram cheios de furor, e uns com os outros conferenciavam sobre o que fariam a Jesus”. Lucas 6:7-11.

    “E dizia-lhes Jesus: Invalidais o Mandamento de Deus para guardardes a vossa tradição”. Jesus, em Marcos 7:9

    5) O sábado é o ÙNICO Mandamento chamado por Deus de Santo e Bendito e o Único estabelecido como UM SINAL entre ele e a Humanidade: “Santificai os meus sábados, pois servirão de sinal entre mim e vós, para que saibais que eu sou o SENHOR, vosso Deus”. Ezequiel 20:20.

    Ora, se o sábado foi estabelecido por Deus como UM SINAL entre ele e a Humanidade, de modo algum jamais sairá dessa condição divina. Quanto aos que julgam que esse Sinal foi dado apenas aos israelitas, então, nesse caso, nós não podemos nos servir de nenhum livro do Velho Testamento, nem dos Salmos, etc. e nem mesmo de Malaquias, muito usado para legitimar os dízimos. É ou não é? Dois pesos e duas medidas não vale! Além disso, abaixo, no capítulo 7, Está Escrito que nós somos os legítimos herdeiros dos israelitas e que Jesus, de todos nós, fez UM SÓ POVO.

    6) Dizem os sábios que um bom exemplo vale mais que mil palavras. É ou não é? É claro que é! então, vamos ver os vários exemplos de Jesus e de sua Igreja Primitiva santificando os sábados (que valem mais que milhões de palavras) até mesmo décadas após a Ressurreição? Essa parte ANULA completamente as pretensões dos que defendem erradamente o domingo “substituindo” o Sábado Santo, solene e Abençoado do Senhor:

    “E, chegando a Nazaré, onde fora criado, (Jesus) entrou num dia de sábado, segundo o seu costume, na sinagoga, e levantou-se para ler”. Lucas 4:16. Jesus, nos concedendo o exemplo, pois segundo o Mandamento e a Tradição israelita, guardou o sábado por toda a sua vida.

    Antes da ressurreição de Jesus, os cristãos faziam do sábado um dia de louvor, em local sem teto e sem paredes:

    Vejamos a Igreja Cristã aos tempos de Paulo, mesmo depois da ressurreição de Jesus os cristãos de Paulo faziam do sábado um dia de culto e louvor, na Igreja de Deus, sem teto e sem paredes:
    “No dia de sábado, saímos fora da porta, junto ao rio, onde julgávamos haver um lugar de oração; e, assentando-nos, falamos às mulheres que para ali tinham concorrido”. Atos dos Apóstolos 16:13.
    Esse preceito revela, com toda clareza, um culto de louvor aos sábados pelos cristãos. As mulheres cristãs sempre trabalhavam, só não aos sábados. Então, segundo o preceito acima, estavam em dia de descanso, santificando os sábados assim como os homens!

    “No sábado seguinte, concorreu quase toda a cidade para ouvir a palavra de Deus, mas os judeus, vendo aquela concorrência, encheram-se de inveja...”. Atos 13:41 - 44.
    Se os judeus encheram-se de inveja não se tratava de uma reunião judia aos sábados, pois aconteceu ao ar livre, junto a um rio, pois é evidente que, quase toda CONTINUE LENDO

    ResponderExcluir
  30. AS SETE VERDADES BÍBLICAS SOBRE O SÉTIMO DIA_parte4de5
    a cidade não caberia num salão ou num templo, então, está claro que essa reunião, para adoração, no santo dia do Senhor, foi realizada ao ar livre.
    Tratou-se de um culto cristão sem teto, nem paredes, que reuniu quase toda a cidade para louvar no sábado. A Palavra Escrita registrou essas duas revelações e várias outras idênticas colocadas a seguir como veremos, exatamente para revelar-nos que o sábado sempre será o Dia do Senhor, não importa que no catecismo católico, como também na maioria dos seguimentos evangélicos esteja completamente diferente da Proclamação do Deus Imutável

    “E todo o sábado, ensinava na sinagoga, persuadindo tanto judeus como gregos”. Atos 18:44

    Os defensores do domingo, inventado, argumentam, falsamente, que Paulo comparecia às sinagogas dos judeus aos sábados, porque era nesse dia que podia encontrá-los, mas não é o caso aqui, pois, pela sua tradição, os judeus jamais aceitariam que gentios pagãos - no caso presente os gregos - participassem de cerimônias em seus templos, em simples reuniões e nem mesmo jamais aceitariam permanecer com eles ou com outros pagãos no mesmo ambiente. Sabemos que o santo em vida Paulo não ensinava somente aos judeus, mas principalmente aos demais pagãos. Quanto a isso, se os primeiros cristãos guardavam o sábado mesmo após a ressurreição de Jesus, só isso prova a Grande Mentira do tal domingo, um feito gigantesco de Satanás, segundo o Apocalipse 13:7.

    Em Atos dos Apóstolos, conforme a tradição dos apóstolos de santificarem os sábados, um preceito é usado como referência ao Quarto dos Mandamentos:

    “Então voltaram para Jerusalém, do monte chamado Olival, que dista daquela cidade tanto como a uma jornada de sábado...”. Atos 1:12. Ora, ao se referirem a uma jornada de sábado como exemplo pelos apóstolos de Jesus, é certo que se tratava de um preceito em uso.

    “Orai para que vossa fuga não se dê no inverno, nem no sábado”.
    Jesus Cristo, em Mateus 24:20, ressalta, novamente, a grande importância do sábado (nem no inverno que é muito frio, o que dificultaria a fuga dos inimigos romanos (na terrível carnificina, no massacre contra os judeus nos anos 70, no episódio Masada), nem nos sábados porque é o Dia Santo de Deus, consagrado para descanso e louvor.

    7) Os cristãos, em parte, alegam, altamente equivocados, que o Decálogo do Monte Sinai, no qual o sábado está intrínseco, teria sido dado apenas aos israelitas, e não a nós do Evangelho, por isso, alegam que “nós não temos obrigação de guardar”. Mas vejamos que a Verdade do Evangelho de Deus que nos faz herdeiros dos israelitas:
    “E todos os profetas, a começar por Samuel, assim como todos os que depois falaram, também anunciaram estes dias. Vós sois os filhos dos profetas e da aliança que Deus estabeleceu com vossos pais, dizendo a Abraão: Na tua descendência serão abençoadas todas as nações da Terra”. Atos dos Apóstolos 3:24 - 25. Os herdeiros não herdam apenas as bênçãos, mas também as obrigações.

    Novamente, a Verdade do Evangelho faz dos cristãos e de Israel um só povo:

    “Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um e, derrubando a parede de separação que estava no meio, na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz, e pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades. E, vindo, ele evangelizou a paz, a vós que estáveis longe, e aos que estavam perto; porque por ele ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito. Leia a parte final

    ResponderExcluir
  31. O domingo foi proclamado pelo santo para para homenagear o deus sol, aquele simbolo em forma de sol que o padre ergue na missa, o deus sol e adorado desde os tempos antigos no primeiro dia da semana, que é o domingo.

    ResponderExcluir
  32. O domingo foi proclamado pelo santo para para homenagear o deus sol, aquele simbolo em forma de sol que o padre ergue na missa, o deus sol e adorado desde os tempos antigos no primeiro dia da semana, que é o domingo.

    ResponderExcluir