Seja bem vindo

"Bem aventurados os irrepreensíveis no seu caminho, que andam na Lei do Senhor. Bem aventurados os que guardam suas prescrições e o buscam de todo o coração; não praticam iniquidade e andam nos seus caminhos. Tu ordenaste os teus mandamentos, para que os cumpramos à risca. Tomara sejam firmes os meus passos, para que eu observe os teus preceitos." Salmos 119:1-5



sábado, 14 de maio de 2011

O pecado imperdoável


Em três evangelhos são registrados esta passagem em que Jesus fala sobre o pecado que é imperdoável, que são Marcos 3:28-30, Mateus 12:31-32 e Lucas 12:10. A seguir, estarei utilizando como base, notas que tem na minha Bíblia que achei muito interessante.
No contexto específico, os opositores de Jesus estavam dizendo que o Poder que estava operando boas obras entre eles não era Deus, mas o diabo.
O que torna diferente dos outros o pecado imperdoável é sua relação com o Espírito Santo. A obra do Espírito santo é iluminar a mente dos pecadores (Efésios 1:17-18), revelar e ensinar o evangelho, persuadir as almas a arrepender-se e a crer na verdade.
O problema esta é quando a influência do Espírito Santo é deliberada e conscientemente recusada, em oposição à luz, então o pecado irreversível pode ser cometido como um ato voluntário e deliberado de malícia.
Em resposta a esta atitude, há um endurecimento do coração, vindo da parte de Deus, que impede o arrependimento e a fé como registrado em Hebreus 3:12-13. Nesse caso, Deus permite que a decisão da vontade humana seja permanente. Deus não faz isto sem causa, mas em resposta a um ultraje cometido contra seu amor.
Com este pedacinho de nota, acrescento ainda o escrito em Hebreus 6:4-6, que no meu entender é uma passagem que detona qualquer dúvida sobre o assunto.
Veja bem o que está escrito: “É impossível, pois, que aqueles que uma vez foram ILUMINADOS, e PROVARAM o dom celestial e se TORNARAM participantes do Espírito Santo e PROVARAM a boa palavra de Deus e os poderes do mundo vindouro e CAÍRAM, sim, é IMPOSSÍVEL outra vez renová-los para arrependimento, visto que, de novo, estão crucificando para si mesmos o Filho de Deus e expondo-o à ignomínia”!
Este texto é muito profundo, pois vemos nele que o pecado imperdoável não é apenas falar mal do Espírito Santo, sendo que, se assim o fosse, quase ninguém seria salvo. Imagina quantas pessoas já falaram mal de sua fé, ou como odeiam crente?! Como poderiam ser salvas, já que falaram mal do Espírito Santo!
Não é isto que o texto diz, e claramente vemos isto! Para ser algo imperdoável, é necessário ter visto, crido, sabido, tido consciência, entendido, provado que tudo o que lhe foi ministrado é de Deus, e é Deus. E mesmo assim, tal pessoa se recusa a viver para Deus, se desviando ou não aceitando.
Por exemplo: imagina um pastor que outrora foi muito abençoado, foi iluminado, provou o poder de Deus, conhece as escrituras e do nada o mesmo cai em pecado, porém, antes de se arrepender e consertar, ele faz uma nova doutrina, ou pega a palavra de Deus e a distorce para não o condenar no pecado dele, fazendo assim uma seita ou se tornando um herege.
Esta pessoa, JAMAIS se arrependerá, pois se negou a reconhecer Deus na sua vida, crucificando para si mesmo a Cristo.
Finalizando, para que tal pecado aconteça, a pessoa tem que ter consciência plena (do que viu e experimentou) e mesmo assim, rejeita Deus em sua vida.
Deixo-vos uma última passagem para que você memorize e creia nela, ela não fala especificamente do pecado imperdoável, porém é bom evitarmos ao máximo viver deliberadamente pecando, pois mesmo aquilo que pode ser perdoado, pode se tornar algo que lhe separará de Deus.

Hebreus 10:26-31: Porque, se pecarmos voluntariamente, depois de termos recebido o conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados, Mas uma certa expectação horrível de juízo, e ardor de fogo, que há de devorar os adversários. Quebrantando alguém a lei de Moisés, morre sem misericórdia, só pela palavra de duas ou três testemunhas. De quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue da aliança com que foi santificado, e fizer agravo ao Espírito da graça? Porque bem conhecemos aquele que disse: Minha é a vingança, eu darei a recompensa, diz o Senhor. E outra vez: O Senhor julgará o seu povo. Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo.”

Que o Senhor vos guie no seu perfeito e sublime amor. Mas não se esqueça de levar o amor de Deus a sério!

Outros artigos:

Libertação e o misticismo da Igreja
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/01/libertacao-e-o-misticismo-na-igreja.html

Por que tarda o avivamento
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/01/por-que-tarda-o-avivamento.html

Ecumenismo, onde tem isto na Bíblia
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2010/12/ecumenismo-onde-tem-isso-na-biblia.html

Profetas contemporâneos
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2010/12/profetas-contemporaneos.html

Crentes tradicionais x crentes pentecostais
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/02/crentes-tradicionais-x-pentecostais-por.html

A Influência da internet na juventude
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2010/12/influencia-da-internet-na-juventude.html

7 comentários:

  1. muito boa essa questão. conheço pessoas que ja viverão esse da presença de Deus falaram em línguas viram curas foram crentes por anos. e desviarão e foras para seitas espíritas. e não voltaram para a igreja por nada, ja foi encontro entre outras coisas, mas ja era. essa questão me esclareceu este fato ocorrido.

    ResponderExcluir
  2. Graça e Paz!
    Pastor Samuel estou com dúvida sobre a material (O PECADO IMPERDOÁVEL)
    Onde falar que há um endurecimento do coração , vindo da parte de Deus, que impede o arrependimento e a fé como registrado em Hebreus 3: 12-13 . me corrige se eu estiver errada.


    Há interpretação do versículo 13 na minha bíblia diz assim:
    Pelo contrário, exortai-vos mutuamente cada dia, durante o tempo que se chama hoje, a fim de que nenhum de vós seja endurecido pelo engano do pecado.

    Segundo o meu entendimento o homem por se afastar de Deus e por sua incredulidade e de coração perverso, endurece o seu coração diante ao Deus vivo.
    Sedo assim o pecado contra o Espírito Santo não tem perdão porque o mesmo não quer ser perdoado pela dureza do seu coração.


    Mim ajuda entender se o endurecimento e porque Deus endurece ou e o pecado ?

    ResponderExcluir
  3. Débora, em Romanos 9:17-18 diz o seguinte: "17 Porque diz a Escritura a Faraó: Para isto mesmo te levantei; para em ti mostrar o meu poder, e para que o meu nome seja anunciado em toda a terra.
    18 Logo, pois, compadece-se de quem quer, e endurece a quem quer."

    O que Paulo está dizendo é que o Senhor conhece os corações (Salmos 139), logo Deus sabe de tudo e não há injustiça quando Deus endeureçe o coração de uma pessoa que se recusa a se humilhar e servir à Ele de todo coração.

    Faraó viu e presenciou o poder de Deus, viu as maravilhas e mesmo assim se recusou a obedecer à Deus, o que lhe acarretou seu endurecimento por parte do Senhor, que não lho permitiu mais se arrepender!

    Entenda antes de tudo que Deus sabe de todas as coisas, e é o Soberano sobre todos e tudo. Nele habita a perfeição do conhecimento, e se ele endurece o coração de um, é porque este passou do limite (dele próprio)de se arrepender.

    Na questão da onisciência de Deus, vide o escrito em Isaías 40:13 que nos fala: " Quem guiou o Espírito do SENHOR? OU, como seu conselheiro, o ensinou? Com quem tomou ele conselho, que lhe desse entendimento, e lhe ensinasse o caminho do juízo, e lhe ensinasse conhecimento, e lhe mostrasse o caminho do entendimento? Eis que as nações são consideradas por ele como a gota de um balde, e como o pó miúdo das balanças; eis que ele levanta as ilhas como a uma coisa pequeníssima. Nem todo o Líbano basta para o fogo, nem os seus animais bastam para holocaustos. Todas as nações são como nada perante ele; ele as considera menos do que nada e como uma coisa vã. A quem, pois, fareis semelhante a Deus, ou com que o comparareis?"

    Espero que com isto tenha lhe tirado a dúvida. Resumidamente, Deus só endureçe o coração de alguém quando este se tornou tão duro, que nem com o próprio Deus falando com Ele visivelmente, o mesmo não se arrependeria.

    ResponderExcluir
  4. Que benção este site,li varios artigos e pude aprender mt,q Deus continue assim abençoando!!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Quando Felipe foi direcionado pelo Espírito, para a banda do Sul, a Gaza que estava deserto...(At:8.26 e 30), encontrou um etíope que lia, mas não entendia o q estava lendo: "entendes o que lês?" Da mesma forma que aquele etíope não entendia, há muitos que ainda não entendem... Pecado imperdoável, como citam, é alguém blasfemar contra o Espírito Santo... Não tem nada a ver com apostasia. Para a blasfêmia contra o Espírito Santo, ainda que tente voltar ou se arrepender, não consegue perdão, nem nesse século, nem no vindouro...Onde apostatar é deixar de crê, mas se houver arrependimento e retorno, poderá ser perdoado. O que é blasfêmia? Palavra que ofende ou insulte a divindade, mas só não há perdão para quem blasfemar contra o Espírito Santo, se blasfemar contra o Pai ou o Filho, obtém perdão se arrepender-se, mas contra o Espírito Santo, mesmo que se arrependa, não pode ser perdoado, Saulo foi blasfemo contra o Pai e o Filho(1Tm:1.13), alcançou perdão... Apostatar=Abandonar a prática da fé, ou seja, deixar de acreditar no que era correto, e passar a crê no engano, mas que se arrependendo ainda em vida, pode ser perdoado...(Gl:4.19),(1Co:5.1-5),(2Co:2.5-11),(Lc:15.11-24; Rm:11.20-23,30-32);(Tg:5.19,20)(Ap:3.14-20); essas referências para os blafemos ao Pai e ao Filho, não ao Espírito, e aos apóstatas arrependidos que não permaneceram na apostasia, mas se arrependeram em vida...O que cada um precisa descobrir é como se blasfema contra o Espírito Santo, para não cometer essa falta... Que Deus vos abençoe, ilumine, e livre do mal...

    ResponderExcluir
  6. No artigo que fiz, cito Hebreus 6:4-6, onde fala sobre o Espírito Santo e uma forma de apostasia que não deixa de ser um pecado contra o E.S., pelo nível de conhecimento e aprofundamento que este teve.

    É como os fariseus que estavam vendo claramente e até foram convencidos que as obras que Cristo fazia era de Deus, mas optaram de rebelar contra as obras do E.S.

    ResponderExcluir