Seja bem vindo

"Bem aventurados os irrepreensíveis no seu caminho, que andam na Lei do Senhor. Bem aventurados os que guardam suas prescrições e o buscam de todo o coração; não praticam iniquidade e andam nos seus caminhos. Tu ordenaste os teus mandamentos, para que os cumpramos à risca. Tomara sejam firmes os meus passos, para que eu observe os teus preceitos." Salmos 119:1-5



domingo, 8 de dezembro de 2013

Deus é um ditador ou é democrático em suas doutrinas fundamentais, como salvação e ser cristão?


Já se perguntou se Deus é um ser que está aberto as nossas opiniões ou só vale aquilo que ele determinou?

Se não, já lhe adianto que com Deus não há democracia, o que vale é o que ele determinou e pronto e acabou.

Podemos dizer que a única brecha “democrática” que ele nos deu com relação a ele, é o livre arbítrio em servi-lo ou não.

Tirando isto, não adianta fazermos teorias e “votá-las” e dizer que Deus é assim ou assado.
Deus é o que é, faz o que lhe apraz e determina o que quer.

Não adianta dizermos que Ele é isto ou aquilo, se este isto e aquilo não estiver condizente com a palavra (a palavra de Deus) – não passaremos de enganadores e enganados.

Deus não é um ser sujeito a modificações determinada por nós, por nossa “teologia” ou nossa “doutrina”.

Deus, ao contrário das ditaduras dos homens, é um bom ditador.

A sua vontade é perfeita e agradável, sendo que tudo quanto achamos que é um senso de justiça (nosso), pode estar errado ao inquirimos à Deus naquilo que não entendemos.

A bíblia não dá margens para interpretações naquilo concernente à salvação (que é o principal).

Sei que muitas são as teorias sobre a besta, o falso profeta, as semanas de Daniel e etc, mas isto não é algo que infere na salvação, ou no conceito de adoração à Deus.

Não pode haver dúvidas ou interpretações na forma de ser salvo, na adoração e em nossa missão.

Ser salvo, só através do Nome de Jesus, nascendo de novo, tornando nova criatura – adorar somente à Deus, sem margens para outros – nossa missão é fazer a vontade de Deus, dando frutos em todas as áreas de nossa vida.

Para não errarmos, necessário é conhecer a sua palavra. Ela é o manual que devemos seguir.

Mesmo estando na graça, sem a lei da maldição, estamos na Lei de Cristo, haverá um tribunal, e seremos justificados por andarmos na sua palavra e não na nossa.

Para concluir, não adianta “criar um conceito de Deus”, quem Ele é, já está definido na bíblia, o que devemos fazer é aceitar, crer, se assim não quisermos, seremos rebeldes, desobedientes, orgulhosos e sabemos qual será nosso destino.


Que Deus vos abençoe.


Artigos relacionados:
O que são os quatro animais do livro de Daniel?
A herética teoria da salvação universal e seus erros
Existe o céu ou paraíso? O que a bíblia fala?
Jesus foi uma criação?
http://templojovemvirtual.blogspot.com.br/2012/07/jesus-foi-uma-criacao-de-deus-pode-ou.html
Jesus é Deus ou não?
A Importância do batismo nas águas e da Ceia do Senhor:
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/06/importancia-do-batismo-nas-aguas-e-da.html 
Não deixe de ler os artigos mais acessados na parte final do blog.

2 comentários:

  1. O texto começa com "bom ditador" e termina com uma ameaça de morte, "...sabemos qual será nosso destino". Bom trabalho a toda essa geração dos evangelistas que fazem do terror um motivo para encontrar "a bondade de Deus".

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir