Seja bem vindo

"Bem aventurados os irrepreensíveis no seu caminho, que andam na Lei do Senhor. Bem aventurados os que guardam suas prescrições e o buscam de todo o coração; não praticam iniquidade e andam nos seus caminhos. Tu ordenaste os teus mandamentos, para que os cumpramos à risca. Tomara sejam firmes os meus passos, para que eu observe os teus preceitos." Salmos 119:1-5



terça-feira, 27 de março de 2012

Pedro foi mesmo o primeiro “papa” ou isto foi mais uma invenção da igreja católica?


O intuito meu com esse artigo é de esclarecer para todos esta discrepância no tocante a esse assunto.
Pedro nunca foi papa da Igreja do primeiro século e nem dos seguintes, isto foi mais uma invenção da igreja católica e vou falar sobre isto agora, de forma cronológica até o ponto que chegamos atualmente!
Muitos têm dito que o catolicismo surgiu com Constantino (eu mesmo já disse), porém apesar de não estar completamente incorreto, ainda assim não é o certo! Podemos dizer que o “sistema” pode ter iniciado ao relacionar o poder da política com o espiritual.
Constantino não fundou o catolicismo, o que ele fez foi uma reunião com as diversas Igrejas da época em 313 em forma de um concílio, porém ele não detinha o poder sobre as mesmas e NEM modificou nada nelas, apenas em Roma exerceu algum poder, mas bem pequeno.
As Igrejas eram livres, mas começaram perder esta liberdade com Inocêncio I, em 402 que, dizendo-se “governador das Igrejas de Deus”, porém isto foi irrisório, pois Leão I em 440 aumentou sua autoridade. Naqueles tempos ninguém supunha que Pedro foi papa.
Então quando surgiu mesmo o papado?!
O papado surgiu mesmo após a queda do Império romano (476 dc), herdando dele o autoritarismo e o latim como língua.
Só que o primeiro papa, OFICIALMENTE declarado, ou seja, o que iniciou mesmo, foi Gregório no ano de 600 d.c.
Muitos bispos ocidentais eram chamados de “papa” no ano 500, poucos eram os que atribuíam este tratamento aos bispos de Roma.
Assim posso afirmar que o termo papa, o papado surgiu com Gregório em 600, e daí por diante o catolicismo foi definitivamente feito!
Nicolau I no ano 858 foi o primeiro papa a usar coroa. Usou um documento conciliar falso dos séculos II e III que exaltava o poder do papa e impôs autoridade plena. Quando a farsa foi descoberta Nicolau já tinha falecido!
Assim nunca a Igreja primitiva admitiu alguma vez o papado.
O Vaticano projetou-se quando recebeu de Pepino no ano 756 muitos territórios (Taglialatela, II pg. 44).
Carlos Magno elevou o papado a posição de poder mundial, surgindo o “”Santo Império Romano” que durou 1.100 anos. Mais tarde, Carlos Magno arrependeu-se por doar terras aos papas. No seu leito de morte sofreu “horríveis pesadelos”. Agonizando, lastimava-se assim: “Como me justificarei diante de Deus pelas guerras que irão devastar a Itália, pois os papas serão ambiciosos, eis porque se me apresentam imagens horríveis e monstruosas que me apavoram, devo merece de Deus um severo castigo” (Piliati, Tomo I, ano 1776, Edson Thompson, Londres).
O vaticano derramou muito sangue, até ser invadido por Napoleão em 1806. O papa foi preso e perdeu suas terras; tentou reagir mais tarde, mas Vítor Emanuelli em 1870 derrotou novamente as tropas do papa tornando-se o primeiro Rei da Itália.
Assim caiu o “Santo Império Romano”! O papa vencido advertia: “não somos simples mortais, ocupamos na terra o ligar de Deus, estamos acima dos anjos e somos superiores a Maria, porque ela deu a luz a um Cristo somente, mas nós podemos fazer quantos Cristos quisermos”. Referia-se a transubstanciação (Gazzeta da Alemanha nº 21 ano 1870) – Já fiz aqui no blog um artigo rebatendo este negócio de transubstanciação – vide a categoria de artigos com relação ao catolicismo.
Até 1929, os papas ficaram confinados no Vaticano quando Mussoline e Pio XI legalizaram com o tratado de Latrão esse pequeno estado religioso que atualmente é controlado pela Cúria Romana, mas governado per 18 velhos cardeais, que controlam a carreira dos bispos e monsenhores, o papa fica fora dessa pirâmide (Estado de São Paulo 28/03/1982).
Diante disto queridos leitores, não há que se falar que a igreja católica nasceu na época dos apóstolos e muito menos que Pedro foi o primeiro papa.
Tudo um engano dela, principalmente forjando documentos. Porém com relação às escrituras ela não fez alterações, a única alteração foi pela forma de catequismo é com relação ao dez mandamentos, porém sabemos muito bem quais são os corretos e o falsos dela.
No tocante a esse assunto, vide o artigo catolicismo onde rebato isto e ainda mostro que Daniel profetizou isto.
No mais, espero ter esclarecido este ponto.
Que Deus vos abençoe e nos livre de todo engano.
(a parte final, além destes citados, uma de minhas fontes foi do CACP).
Artigos relacionados com o tema:



O erro do batismo infantil
http://templojovemvirtual.blogspot.com.br/2011/10/o-porque-que-e-errado-o-batismo.html

Reposta ao padre que chama os evangélicos de "otários"
http://templojovemvirtual.blogspot.com.br/2012/02/padre-chama-os-evangelicos-de-otarios-e.html


Maria, amá-la ou odiá-la:
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2010/12/maria-ama-la-ou-odia-la.html



Padre falando bobagens sobre a bíblia e os evangélicos:
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/07/padre-da-igreja-catolica-falando-um.html

Catolicismo e seu paganismo, heresias e enganos:
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/06/seitas-e-heresias-adventistas-do-setimo.html

Natal e seu paganismo
http://templojovemvirtual.blogspot.com.br/2011/11/devemos-comemorar-o-natal-mesmo-sabendo.html


A "imaculada concepção" de Maria
http://templojovemvirtual.blogspot.com.br/2011/10/imaculada-concepcao-de-maria-mais-uma.html

Ecumenismo é algo bíblico? Devemos praticá-lo?
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2010/12/ecumenismo-onde-tem-isso-na-biblia.html

Purgatório existe ou não?
http://templojovemvirtual.blogspot.com/2011/08/purgatorio-existe-ou-nao.html

Não deixem de ir até o final do blog para ver artigos que são os mais acessados.

2 comentários:

  1. Seria bom a bibliografia, para podermos acompanhar os fatos.

    ResponderExcluir