Seja bem vindo

"Bem aventurados os irrepreensíveis no seu caminho, que andam na Lei do Senhor. Bem aventurados os que guardam suas prescrições e o buscam de todo o coração; não praticam iniquidade e andam nos seus caminhos. Tu ordenaste os teus mandamentos, para que os cumpramos à risca. Tomara sejam firmes os meus passos, para que eu observe os teus preceitos." Salmos 119:1-5



terça-feira, 29 de março de 2011

A música mundana x música evangélica


Como introdução desta matéria, já vamos iniciar definindo o que é uma e outra. Música evangélica seriam os cânticos, hinos e salmos entoados nas Igrejas ou feitos em Cd´s, com relação a experiências vividas dos crentes só com Deus em forma de louvores, dedicação, consagração, adoração e exaltação ao Altíssimo Senhor Deus; música mundana seria a chamada “música secular”, não os ritmos, porque nas Igrejas se cantam músicas de diversos ritmos, o que faz a diferença é para quem é dirigida à canção, e como é música mundana, o próprio nome diz que é para o mundo ou do mundo, sendo assim, tudo aquilo que não é para Deus, não é de Deus, e o que não é de Deus é do mundo.
No livro de Salmos vamos encontrar diversos versos em louvor e adoração à Deus, não só neste livro, mas em outras partes da Bíblia vemos Moisés, Miriam, Jeremias, Isaías, Ana, Maria, Zacarias, Jesus, Paulo, os apóstolos e até mesmo em Apocalipse o apóstolo João narrando em passagens do livro, onde todos os povos, línguas e nações dariam à Deus louvor e o adorariam com joelhos dobrados e ainda cita cânticos novos, específicos e dos anjos.
Com isto vemos claramente o quão importante é a música, pois ela traz uma ligação muito forte nos três níveis do homem, tanto no corpo, alma como no seu espírito. O diabo sabe disto, pois o mesmo era querubim (Ezequiel 28:14) que, como tal sabe que na presença de Deus os louvores são entoados, pois o Senhor habita no meio dos louvores (Salmos 22:3). Por isso vemos que na humanidade, em todos os cantos do planeta existem canções como uma forma mais alta de expressar algo à alguém (tanto com mensagens sentimentais como de protestos e ideologias).
É muito forte a influência que a música traz sobre o ser humano. Como mencionado acima, o diabo sabendo disto, tenta influenciar a humanidade com a música atingindo os três níveis do homem. Não existe um homem se quer que não tenha uma conexão musical (com algum gênero), seja axé, rock, sertanejo, funk, clássica, samba e outros. Em cada um destes, se tem cantores mundanos que expressão em suas composições mensagens.
O que é mensagem? Mensagem é o objeto da comunicação, informação, apresentação. Diante disto, a música acaba por se comunicar com seu ouvinte, e isso acontecendo diversas vezes introduzirá no mesmo algo que ela traz. Vemos por aí diversos grupos de fãs de determinado cantores ou bandas que seguem à risca tudo os que eles expressam em suas canções.
É notório ver que uma música sensual (letra e música) como o funk carioca, o axé da Bahia e o sertanejo universitário do centro-oeste, traga influencia para seus apreciadores no tocante sua mensagem. Basta observamos os bailes funk´s, só dá prostituição, sensualidade, depravação e o rebaixamento da mulheres a poses de humilhação, sadomasoquismo. O mesmo será com as outras que trazem o mesmo tipo de mensagem.
Outras músicas mundanas tem seu sentido mais voltado para o lado sentimental, romântico, enaltecendo o sentimento carnal de um ser humano por outro. Em outros casos, é protesto!
O que podemos resumir e chegar à uma conclusão, é que tudo isto foi feito tanto para a degradação do homem como para a exaltação dos sentimentos da humanidade, esquecendo assim de Deus.
Não é pecado escutar uma música do mundo, acredito que todos nós querendo ao não, acabamos por decorar algumas canções ao estarmos assistindo televisão, no carro de algum colega de trabalho, no ônibus ou em época de política (aqueles “sons” chatos), até mesmo quando você vai estudar música, tens que ouvir algumas para aprender os estilos.
O problema é quando (assim o pecado vem, pois nos afastamos de Deus) começamos a gostar de música do mundo, deixando de lado o louvor e adoração à Ele, sendo influenciados pelas idéias que as mesmas trazem. É IMPOSSÍVEL alguém que escuta música do mundo não cair na fé e se enfraquecer espiritualmente.
A maioria das composições de pessoas do mundo são de pessoas deprimidas, drogadas, promíscuas, homossexuais, que tem uma fé diferente da nossa, abominam os que seguem a palavra de Deus. Com tudo isto, não tem como não “pegar” o mesmo espírito, pois a música traz em si um discipulado. Por exemplo, se um determinado jovem alegre, socialmente normal, conversador, o mesmo se atém a ouvir música depressiva o dia inteiro, com toda certeza, ele se excluirá do convívio com os outros, será propenso a cometer suicídio e acabará por vivenciar aquilo que lhe é oferecido aos ouvidos.
Tem compositores mundanos que fazem músicas trazendo apologia às drogas (planet hemp, racionais mc´s, rappa), outros ao homossexualismo (Cazuza, Legião Urbana, Cássia Eller, Adriana Calcanhoto), suicídio (Evanescense, Kiss, Marilyn Manson), violência (Iron Maiden, Black Sabbath, Rage Against the Machine), sem contar os sertanejos que é uma completa indução às pessoas a terem uma baixa estima, serem dadas ao alcoolismo e adultério.
Eu lhe pergunto, o que de bom foi citado acima nos exemplos, para a vida de um crente no Senhor Jesus? Como que uma pessoa ao ouvir este tipo de música, não sofreria influencias demoníacas em sua vida?
A resposta para essas perguntas são simples. Não tem nada de bom e é impossível o crente não ser atacado por demônios. Uma pessoa que ao entrar em seu veículo ou em sua casa, sempre se apega a músicas mundanas para relaxar, pensar, distrair ou mesmo para ouvir algo que agrade seus ouvidos e também que fale de sua dor, será bombardeada pelo mesmo sentimento de quem compôs aquelas canções.
Para terminar, é necessário para o crente entender, que ele foi chamado não para receber glória, mas para dar a Glória UNICAMENTE à Deus (Salmos 149:1 e Apocalipse 5:13).
Depois do dia do Juízo Final, muitas coisas deixaram de existir e serem feitas, mas o Louvor e a adoração continuarão, pois ela (a música) existe antes da fundação da Terra e continuará depois dos tempos e épocas. A toda música seja dada ao Rei dos Reis e Senhor dos Senhores, que elas contem dos seus grandes feitos e maravilhas, da multidão de suas misericórdias. A música é uma oração cantada, e toda oração tem que ser dirigida ao Criador dos céus.
Da mesma forma que um que escuta músicas do mundo recebe seus espíritos, o que escuta músicas para Deus recebe do seu espírito. E aí, quer receber o espírito que está sobre a Lady Gaga ou o Espírito Santo que está sobre a vida de algum adorador do Deus Altíssimo?
Deixo aqui na parte final, algumas referências bíblicas sobre o tema:
Salmos 79:3; Salmos 104:33; Salmos 149:6; Provérbios 27:21; Jeremias 17:26; Salmos 98:4; Salmos 47:7; Salmos 30:12; II Samuel 22:50; Êxodo 15:11; Lucas 19:37; Tiago 5:13.
Que ao cantar altos louvores ao Senhor, que seja derramado sobre ti o Seu Espírito, com canções de graça e súplicas.
Só à Ele seja da a Glória, a honra, força, louvor e adoração para sempre e sempre, amém.

43 comentários:

  1. Gostei da frase tudo aquilo que não é para Deus, não é de Deus, e o que não é de Deus é do mundo. Boa!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. muito bom este texto, tava procurando ha tempos um texto tao bom assim! Deus abençoe

    ResponderExcluir
  4. Amém, valeu pelo comentário! Deus lhe abençoe grandemente!

    ResponderExcluir
  5. Deus Te abençoe com a sua permissão,irei copiar esse texto para dar cmo estudo para os jovens aqui da minha Igreja que você continue a ser canal de BEnçãos por onde passar

    ResponderExcluir
  6. Fique à vontade para utilizar este texto, como outros aqui do blog para levar a palavra para outros mais. Só peço que se identifique!

    Obrigado pelo comentário e que Deus lhe abençoe muito!

    ResponderExcluir
  7. E as músicas evangélicas romanticas ?? são feitas para exaltação do sentimento humano, não são propiamente para adorar a Deus. O que me diz disso.

    ResponderExcluir
  8. Olá Ingrid,

    Bem, nunca vi nenhum músico evangelico que é está na unção, que quando canta o poder de Deus opera, que voce sente e vê o Espírito Santo agindo, fazendo este tipo de música.

    Quando vejo fazendo este tipo de música, são aqueles cantores mais comerciais do que espirituais. Aquele tipo de cantor que procura mais honrar seus contratos com a gravadora do que com Deus (alguns usam este tipo de música para ir logo para o mundo).

    Para te ser sincero, no meu entender estão agindo de forma errada, pegando o dom que Deus deu e utilizando para um fim mais mundano do que para exaltar a Deus.

    Porém, em contra partida lhe digo, que é melhor voce escutar uma música evangélica romantica do que escutar uma música romantica feita por alguém que não professa a nossa fé. Por exemplo, é melhor voce escutar a coleção romantica da MK do que o romantico do legião urbana.

    Que Deus lhe abençoe e valeu pelo comentário.

    ResponderExcluir
  9. ja discordo samuel pois se ouço uma musica romantica "gospel" tambem ouço uma eletronica, rock(uso como exemplo mais gosto),rep que se tissem gospel e fujindo da realidade do que Deus procura "verdadeiros adoradores que o adorem em espirito e em verdade" não que seja proibido ouvir "tudo lhe e licido mais nem tudo lhe convem" e não a meia verdade e sim ou não. Minha opinião e que as pessoas estão trocando uma musica que ouvia no mundo por uma parecida que fala o nome de deus.
    fique com DEUS.

    ResponderExcluir
  10. No comentário anterior ao seu o que quis dizer (em outra palavras) é que dos males o menor.

    Fique com Deus também.

    ResponderExcluir
  11. Graça e paz de Deus e Cristo a todos!

    Gosto de pensar sobre este assunto... queria apenas acrescentar duas informações sobre a bíblia.

    1. E 'Cântico dos cânticos' de Salomão é também uma música, mas não é uma adoração. Sei que este livro é também interpretado como uma expressão da relação de Cristo com a sua noiva... porém, o texto, literalmente, fala da relação de um homem com uma mulher... Será que uma música dirigida ou que fala sobre a relação entre um casal, ou entre o homem e sua nação não pode ser 'de Deus' mesmo que não seja adoração?

    2. além disso, Paulo, em Atenas, citou versos de poetas gregos que não conheciam os escritos judaicos: “Pois nele vivemos, e nos movemos, e existimos. Como também alguns dos vossos poetas disseram: Somos também sua geração” (At.17:28). Paulo não citou qualquer verso, mas citou o que havia de verdade na mensagem do poeta grego... e, o interessante de tudo, é que temos então versos de um poeta grego (infiel) registrados pelo Espírito Santo na Bíblia e usados como ferramenta de evangelização pelo apóstolo Paulo. E, outra coisa, Paulo conhecia esta poesia, pois a citou de memória... Então, não podemos ouvir, gostar e até utilizar músicas 'não-gospel' como meio de evangelização? Não sabemos se Paulo lia poesia grega frequentemente ou se gostava dela, porém sabemos que ele a utilizou como evangelismo e o Senhor não se envergonhou de registrar isso nas Escrituras...

    Abraço a todos!

    Henrique Vitorino.


    henrique.

    ResponderExcluir
  12. Olá Henrique Vitorino...

    Comentando sua primeira (1ª) colocação:

    Não somente o cantico dos canticos é uma analogia como muitos outros livros da bíblia se utiliza de uma situação para transmitir algo sobre Deus.
    Porém em nada podemos comparar este livro como uma canção do Zeze di Camargo. A inspiração, por mais forte que teve este livro, foi algo divino, bem contrário do que são estas músicas mundanas.

    Comentando sua segunda (2ª) colocação:

    O ap. Paulo em momento algum citou uma cantico mundano (leia o artigo outra vez e verás que mencionei a profundidade de uma música).

    Outra coisa, apenas o "somos sua geração" era de escritos gregos, ao referir-se que a humanidade descendia de Deus.

    Só que Paulo só utilizou isto, nao falou sobre Zeus (que é o resto da história), mas sim sobre o Deus de Israel.

    Ora, Henrique, veja que tal pensamento está de acordo com a verdade até certo ponto e foi o que Paulo fez, porém nao disse que tais poetas eram inspirados divinamente.

    Há uma grande diferença em se ler um livro e ouvir uma música. O livro vai no intelecto e convicção, a música vai no corpo, alma e espírito. É muito profundo.

    Já li vários livros sobre outras religioes e em nada foi tao profundo como uma musica! Pois livro voce le uma vez e pronto, música nao! Voce se torna um adepto dela! (IMPORTANTE ISTO)

    Não há erro por exemplo voce pregar para um cientista utilizando de base a ciencia para provar certos fatos ligados com a bíblia.

    Porém é muito diferente de voce querer pregar para um rapper cantando racionais. Não tem ligação nenhuma. Além do mais com já dito, a música é algo que se torna uma repetição, uma devoção.

    Peço que leia outra vez o artigo.

    Abraço e valeu o comentário.

    ResponderExcluir
  13. A música é a mais nobre expressão do sentimento humano são feitas para demonstrar o estado em que nos encontramos,todas as músicas que não humilham, usam frases perjorativas ou desrespeitam a moral são feitas para Deus,pois oq nos da paz, nos acalma e nos faz refletir, são boas aos olhos de Deus Samuel.
    Ouço muita música góspel, e as outras mundanas também...
    A unica coisa que interessa é acreditar em Deus acima de tudo.

    ResponderExcluir
  14. Achei importante esse assunto, é algo que traz muitas dúvidas a recém cristãos que ouvem tantos comentários diferentes a respeito de música. O importante também é fugir da religiosidade sem se afastar de Deus.

    ResponderExcluir
  15. Muito boa sua colocação Rose. Obrigado pelo comentário e visita. Paz.

    ResponderExcluir
  16. QUE LIXO! puro preconceito

    ResponderExcluir
  17. Lixo é colocar nos ouvidos coisas que lhe distanciarão de Deus!

    ResponderExcluir
  18. Paz do Senhor,
    primeiramente eu agradeço pelo artigo... me serviu muito, sou contra música mundana também entre outras coisas (que não vem ao caso) mas tenho uma dúvida:
    muitos cantores da música gospel tem extraído louvores a Deus mas com ritmo de música do mundo... eu não gosto de ouvir porque o ritmo me faz lembrar da música do mundo e me faz lembrar das velhas coisas, do velho homem em fim... me trás pessimas lembranças... e eu queria saber se isso também é pecado, tornar uma música mundana em louvor a Deus com a mesma melodia ritmo etc. Deixando bem claro que sou contra isso também

    ResponderExcluir
  19. Olá James,

    bem o ritmo em si nada interfere.

    Já ouvi músicas em rock, timbalada, rap que percebe-se que são letras voltadas para a palavra e pessoas de Deus que cantam e compõe.

    O que não concordo e acho que é isso que me perguntastes, é as famosas versões de músicas mundanas em músicas para Deus.

    Realmente isso é errado! Toda inspiração deve vir de Deus e não do mundo.

    Como vou colocar uma letra que fala sobre Deus numa melodia de Daniela Mercury que o faz pensando na macumbaria?

    Ritmo é uma coisa, versão é outra!

    Ritmo podemos pegar qualquer um, desde que tudo venha de Deus - versão de música mundana está fora de cogitação, ERRADÍSSIMO USAR, além de demonstrar também que tal cantor não tem musicalidade e muito menos inspiração divina.

    Obrigado pela visita.

    ResponderExcluir
  20. Boa noite a todos e a Paz do Senhor

    Samuel muito bom o artigo que Deus continue te dando ousadia para falar de temas tão polêmicos como este, e é complicado porque são opiniões que dividem a humanidade mas eu gostaria de perguntar uma coisa, quando cantores (gospel) estão gravando em gravadoras que sabemos seu histórico (não vou citar o nome) que não são de Deus como fica eu não concordo, o Senhor eu acho que não se envolveria com estas coisas nas escrituras diz que ele até sia escondido da multidão e hoje querem multidões.

    Edmar

    ResponderExcluir
  21. cara na boa, acho que nao tem nada haver isso ai, acho que a partir do momento em que o crente sabe quem é em Deus, e sabe que o caracter dele nao vai ser afetado por uma musica romantica (por exemplo), ele pode ouvir numa boa, a questão é, ter bom senso para nao ser influenciado por musicas que vão de encontro a sua fé (crer que Deus enviou Jesus, que ele morreu, ressucitou e que todo oq nele cre vive eternamente), acho que Filipenses 4.8, esclarece que tudo que nao for de encontro ao que paulo fala, pode sim, ser ouvido, lido, e encarado de frente...
    da uma olhada no meu blog, tem uma postagem sobre o assunto...

    ResponderExcluir
  22. Salatiel...

    Tudo nos é lícito, mas isso não quer dizer que convém.

    Se sabemos que determinado animal tem um veneno que mata, para que vamos ficar brincando?

    É melhor evitar e fugir da aparência do mal.

    Na minha adolescência, meu esfriamento espiritual se iniciou quando comecei a escutar de vez em quando essas músicas, que depois se tornaram um referencial na minha vida e consequentemente na minha queda espiritual quando mais jovem.

    ResponderExcluir
  23. QUE LIXO! (2) Puro preconceito mesmo. Sou católico e escuto Slayer, Metallica, Led Zeppelin, Judas Priest, Pink Floyd e muito mais! Voces fanaticos sao uma dor no cu em? Tenho mente poluida, jogo os jogos mais violentos, tenho um relacionamento intimo com minha rockeirinha e mesmo assim creio em Deus e em seus milagres. Enfim, nao sigo dogmas sistematicos em que 1001 coisas sao proibidas!

    Liberte-se do sistema e venha pra igreja evangelica! Pra que se eu vou entrar num sistema muito pior e dogmatico?

    Flw. Vou tocar com minha banda e ganhar meu dinheiro enquanto vcs dao 10% do salario de vcs pro pa$tô ir a Pariz

    ResponderExcluir
  24. Anonimo....

    Eu ia deletar seu comentário pelos palavrões, mas resolvi deixar para mostrar para os leitores o tanto que estas bandas lhe influenciam e é uma prova que essas porcarias lhe deram a rebeldia.

    satanás é orgulhoso e rebelde, coisa que essas bandas tentam passar e você recebeu bem este espírito.

    Você é católico, filho de uma apostasia que matou muitos, que adultera a palavra de Deus com seus dogmas e tem levado muitos para o inferno, assim tenho pena de ti, pois estás cego não só no quesito música, mas sim na fé.

    No mais, a igreja mais rica do mundo é a católica, que ganhou isso não só com o dízimo, mas colocando o medo nas pessoas (indulgencias). Ela é tão rica que tem até um país!

    Dízimo e oferta é bíblico, se dizes crer nela, esta contém isso.

    Converta-se primeiro, depois discutimos sobre música. Aqui no blog tem artigos sobre muitos assuntos, pesquise!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PAZ SAMUEL, ALEATORIAMENTE, PROCURANDO UM ARTIGO BÍBLICO, ME DEPAREI COM O SEU BLOG. EM RELAÇÃO AOS SEUS ARGUMENTOS, ESTOU INTEIRAMENTE ACORDADO CONTIGO, PERCEBO QUE, CONTRÁRIO AOS ARGUMENTOS CHULOS E DESPREZÍVEIS DO ANÔNIMO, SUA PREOCUPAÇÃO NÃO É DE LIMITAR OU PROIBIR, MAS SIM, TRAZER CUIDADOS, TRAZER ATENÇÃO, PARA QUE, NÃO CAIAMOS NAS CILADAS. ORA, PERCEBI QUE O ANÔNIMO ACIMA, TEM UM COMPROMISSO COM A SUA DENOMINAÇÃO, TAMPOUCO COM DEUS. É BEM SABIDO QUE, SOMOS LIVRES, PORÉM, NOSSA LIBERDADE NÃO DEVA SER, SUBJUGADAS POR MUSICAS MUNDANAS, ORA, SE DIGO QUE SIGO A JESUS, LOGO, O AGRADAREI, OU, NO MÍNIMO TENTAREI AGRADÁ-LO. OUTRO SIM, MUITO SÁBIO DE SUA PARTE, DEIXAR O POST DO ANÔNIMO, SENDO ESSA MAIS UMA PROVA DA INFLUENCIA MUSICAL E CULTURAL. PORTANTO, SOMOS FRUTOS DO QUE VEMOS E OUVIMOS. PARABÉNS QUERIDO, PRINCÍPIOS JAMAIS DEVERÃO SER NEGOCIADOS. ABRAÇOS E QUE O SENHOR, CONTINUE DERRAMANDO BENÇÃOS SEM MEDIDAS SOBRE TUA CASA. BY DJ WILLIAM TOCHA 28ª IEQ ARAÇATUBA SP.

      Excluir
    2. Amém meu irmão. Que Deus lhe abençoe.

      Excluir
  25. Obrigada por este texto maravilhoso
    ajudou-me a esclarecer uma duvida mt antiga Deus abençoe fica na paz !!!

    ResponderExcluir
  26. muito bom esse texto, vou ministrar na reunião de adolescentes....que Deus continue te abençoando...fica na paz !!!

    ResponderExcluir
  27. Parabéns pelo texto... pelo visto mexeu com o inferno.
    Música é assunto de Deus e do Diabo.
    Saber a quem louvar certamente dirá como será o louvor.
    Muitos ainda ouvem música que não louvam ao Criador, mas entendo se tratar de área que precisa ser curada, portanto, não vamos entender como algo pessoal e sim espiritual.
    Fique na paz!
    Jocimar

    ResponderExcluir
  28. Excelente texto; estudo música desde a infância, ainda hoje toco em orquestras evangélicas e tenho me dedicado nos últimos anos ao estudo da composição sacra; chega a ser assustador quando se compara uma composição como os hinos do período da Reforma com os de hoje, 400 anos depois é notória a degradação do que seria o "louvor" nas igrejas, em muitas igrejas os livros tradicionais como o Cantor Cristão, HArpa Cristã, Hinário para o Culto Cristão e outros são abandonados em favor de músicas de momento, de cantores que não se sabe de onde vieram nem para onde estão indo, deixa-se de lado obras de irmãos que abdicaram de tudo que o mundo oferecia para fazer a obra do Senhor, e apega-se a pessoas que não abdicam de nada, têm o mesmo status de um cantor mundano, o mesmo modo de vida; só muda a platéia, cobram fortunas para louvar a Deus, e suas "músicas" não passam de ritos de auto ajuda, como se Deus fosse o gênio da lâmpada; o resultado está aí, degradação da juventude cristã; a situação piora porque na maioria das igrejas têm-se a ideia de que a música é algo sem ligação com o estudo bíblico, logo a maioria das pessoas que dirigem ministérios nas igrejas não possuem o mínimo de preparo espiritual e teológico para o tamanho da responsabilidade que lhes compete, e infelizmente, muitas vezes, não possui nem mesmo o requisito moral e ético de buscar a glória do Senhor e não a deles.
    Jonathan Job
    Deus te ebençõe

    ResponderExcluir
  29. Amém Jonathan, obrigado pelo comentário.

    Não sou tão saudosista (amante de hinos centenários), pois sei que muitos compositores desta época também não eram "tão abençoados assim", e mesmo em nosso tempo, com os "artistas gospels", ainda tem um grupo de pessoas que possuem as características de verdadeiros adoradores.

    O que precisamos ter é discernimento naquilo que ouvimos e queremos nos espelhar. Uma coisa é certa, o povo do mundo, não compõe música para Deus. E é aí que reside o perigo.

    Que Deus lhe abençoe.

    ResponderExcluir
  30. Pastor,


    Quero ir mais adiante, sou cristão e nao escuto mais desde que me converti as musicas do mundo, mas percebo que existe eu diria uma certa "contaminação " dos louvores com esta explosão da musica "Gospel" ,a minha pergunta é, qual a sua opinião claro que sem generalizar , sobre a musica gospel , principalmente a televisiva?

    A Paz , e que Deus o abençoe .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paz,

      infelizmente tenho uma opinião nada animadora.

      Para falar a verdade, fico envergonhado não com a música, pois muitas tem até uma letra e melodia edificante (apesar de ter músicas que não tem NADA de edificantes), mas o maior problema é nos músicos, em sua atitudes.

      Quando deixam de cantar, e abrem a boca para falar, vai tudo por água abaixo - também vemos certos atos desnecessários, certos exageros que envergonham o evangelho e em nada traz edificação.

      Poucos são os que aparecem na televisão e podemos falar "este foi benção, este deu um testemunho que não há o que se envergonhar, este anunciou a palavra".

      Pelo menos tem alguns que o fazem. Mas, como eu disse, a maioria (não estou dizendo que não são crentes), pelo menos na TV, mais escandalizam do que evangelizam, estão mais preocupados com sua promoção do que com a edificação do povo.

      Precisamos ter discernimento - Testemunho é tudo na vida do crente, e há inúmeros "artistas gospels" que não tem vida cristã. Eu mesmo vi, tive contato com estes, só não ponho o nome deles pois não seria atitude cristã da minha parte (não temo processo).

      Fique com Deus.

      Excluir
  31. Olá, tenho uma pergunta, tem um banda que eu amo Onze:20, ela não é cristã, nem secular, é mais Romântico, sou cristã e batizada, eai é pecado ?

    ResponderExcluir
  32. Me desculpa amigo...mas dizer que o ritmo nada interfere? Ta precisando estudar um pouquinho sobre musica. O que seria mais importante, a musica ou a letra? Segundo estudos científicos, o som, o ritmo é o que controla inconscientemente o cérebro. Satanas sendo expert em musica, usa de ritmos mundanos para poder colocar suas palavras. A partir de 10seg escutando um som com sua síncope fora do padrão, o cérebro entra em "standy by" e aí qualquer letra pode afetar e adentrar na sua mente e vc não tem controle sobre isso. Deus não usaria desse metodo irracional para que aceitem a sua verdade, logo, músicas com ritmos seculares e letras pra Cristo de nada adiantam, pois vc passa a não prestar um culto racional a Ele, como é paa ser e esta escrito na Sua palavra. Procure no YouTube sobre o assunto "sincope musical"...vai te esclarecer miita coisa....a paz...

    ResponderExcluir
  33. A Paz, siim goosteeii!#
    So uma pergunta... no estudo anteriior voc fala sobre danças na IGREJA,
    mais se for gesto? Asiim nada sensual, nem estravagante , algo que venha qase ser uma perça, ou uma encenaçao, tipo assim um louvor tocando, e fazendo os jesto, assim pode?
    DEUS ABENÇOOE,

    ResponderExcluir
  34. Paz Débora, não se se você entendeu meu estudo sobre danças, mas quero lhe dizer que sou à favor de ter danças na igreja.

    Desde que seja uma dança que mostre realmente uma mensagem de louvor e adoração e não venha chamar a atenção por movimentos sensuais.

    ResponderExcluir
  35. Irmão Elias só hoje me deparei com este maravilhoso comentário, fiquei feliz pelo o conteúdo do texto, realmente foi uma iluminação brilhante de Deus na sua vida, como é algo de suma importância para mim e minha classe da escola dominical pretendo usar logico para enriquecer minha aula, tudo bem. os comentários dos contra fica para eles, nos continuamos garimpando e colhendo apenas o ouro... Amém Deus te abençoe muito....

    Patrício Menezes.

    ResponderExcluir
  36. Realmente a música mundana nos afasta de Deus, se permitirmos que a música secular faça parte do nosso dia a dia, ela irá exaltar nossos desejos carnais e fracassar nossa fé. Referente aos ritmos, pegar um ritmo de uma música mundana e aplicar a uma canção cristã, eu sou totalmente contra. Muitas pessoas dizem ouvir música gospel tais como; "reggae cristã, rock cristã, funk, pagode, forró" e entre outros ritmos, porque elas se sentem bem coisa e tal. Mas determinado ritmo foi criado para despertar a carne, para agitá-la e leva o ouvinte a fazer danças obscenas. O louvor, a música tem que ser para exaltar a Deus e não satisfazer nossos Desejos. Não consigo imaginar nunca em minha Vida O Senhor Jesus Cristo em um show de rock, reggae, pode ou funk. Todo canto que excita a carne isso não é uma canção e nem louvor espiritual. Ultimamente o que tenho visto é o homem usando o que é de Deus para moldar segundo as coisa mundo. cantores gospel assinando contrato com gravadores, gravando CD e DVD, vendendo ingresso para fazer shows em praças, o mesmo que os cantores secular fazem, não muda em nada.

    "Falando entre vós em salmos, hinos, e cânticos espirituais, cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração" (Efésios 5:19)

    ResponderExcluir
  37. Interessante esses pseudo - crentes separados e ungidos...... :( Sempre usam Lúcifer como regente da música dos céus e agora regente satanás da música "mundana"...uma explicaçao sem base bíblica e sem levar em consideraçao a cultura secular.... que tal nao assistirem mais filmes seculares? Lerem literatura saecular? Saiam das escolas, pois la se estuda geografia mundana, biologia mundana, quimica mundana, matematica mundana.....
    Estou enojado disso tudo... sou músico, crente... e muito feliz por ter tido acesso a cultura... nao perco meu tempo ouvindo gospel songs mantras... pois nada agregam a minha vida... prefiro ouvir pink floyd, yes, genesis, chico buarque, marisa monte, logos, vpc, rebanhao, joao alexandre...tudo do, re, mi, fa, sol, la, si e seus acidentes.

    ResponderExcluir